Meteorologia

  • 19 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Rangel considera natural ver PS "a pescar" no mesmo distrito que o PSD

O cabeça de lista do PSD, Paulo Rangel, considerou "natural" que socialistas e sociais-democratas estejam hoje "taco a taco" a fazer campanha no distrito de Aveiro, gracejando ser saudável que o PS queira "pescar nas mesmas áreas".

Rangel considera natural ver PS "a pescar" no mesmo distrito que o PSD
Notícias ao Minuto

18:57 - 21/05/19 por Lusa

Política Paulo Rangel

No final de uma visita a uma empresa transformadora e comercializadora de bacalhau, na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo (Aveiro), o eurodeputado foi questionado sobre o facto de PS e PSD estarem hoje ao final da tarde e noite no distrito de Aveiro, com iniciativas próximas em termos de temática e localização.

"Acho perfeitamente natural que estejamos taco a taco, que é assim que vejo a campanha. Portanto, que o PS queira pescar nas nossas áreas é uma coisa que nós consideramos saudável", afirmou.

Paulo Rangel dedicou a tarde de campanha a visitar duas empresas -- além da de bacalhau, umas caves de espumante na Mealhada (Coimbra) - que apontou como exemplos de Pequenas e Médias Empresas (PME) de sucesso.

"Quisemos chamar a atenção para as PME e para o setor exportador, para aquele que é o motor da modernização de economia portuguesa e que infelizmente este Governo ignorou. Não há ao longo destes três ou quatros anos uma reforma para as PME", criticou.

Paulo Rangel apontou que as duas empresas que visitou hoje à tarde têm em comum "terem grande qualidade, mas fazerem tudo sozinhas".

"O Governo não tem nenhuma estratégia para o crescimento e para que o investimento seja bem sucedido", lamentou.

Em concreto sobre o setor das pescas, Rangel apontou que este foi dos setores que mais sofreu com a adesão de Portugal à União Europeia, mas defendeu que existem muitos fundos nesta área por aproveitar.

"Infelizmente a execução do Mar 2020 põe em risco os próprios fundos", defendeu.

Questionado sobre um desafio do cabeça de lista da CDU, João Ferreira, para que se junte a este partido na exigência de mais fundos para as pescas, Paulo Rangel respondeu que é o PCP que tem responsabilidades na governação em Portugal.

"Esse partido apoia o Governo socialista aqui e tem de ser responsabilizado por isso, se há algum problema em Portugal é responsabilidade do Partido Comunista que votou os orçamentos do PS", acusou.

Rangel reiterou ainda a crítica, já lançada por várias vezes em debates, de que, no Parlamento Europeu, a CDU "em 90% das vezes vota com a extrema-direita".

"Um partido que vota com a extrema-direita não tem credibilidade nenhuma", considerou.

À noite, Rangel terá ao seu lado o presidente do PSD, Rui Rio, num comício ao ar livre numa praça no centro de Aveiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório