Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Vital alerta para fake news no caso da alegada "endogamia política"

Constitucionalista pede a intervenção tanto da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) como da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Vital alerta para fake news no caso da alegada "endogamia política"
Notícias ao Minuto

22:00 - 31/03/19 por Melissa Lopes 

Política Causa Nossa

A reboque da polémica em torno das ligações familiares no Governo, um dos comentadores do Quadratura do Círculo, Lobo Xavier, afirmou que a mulher de Pedro Marques, ex-ministro e atual cabeça de lista do PS às Europeias, também havia sido nomeada para um gabinete ministerial. O PS depressa repudiou as afirmações “falsas” do comentador, lamentando “profundamente” e denunciando “a campanha de calúnias e falsidades levada a cabo pela direita”.

Além dessa situação, Vital Moreira recorda o caso em que o El País informava que a ministra Ana Paula Vitorino era filha do antigo ministro e atual diretor da organização Mundial das Migrações, António Vitorino, o que também não corresponde à verdade.

“Ontem [sábado], numa reportagem da SIC, alguém afirma, sem contraditório, que Pedro Marques e Maria Manuel Leitão Marques, os dois primeiros candidatos do PS às eleições Europeias, são familiares um do outro”, o que também é falso, sinalizou o constitucionalista no blogue Causa Nossa. 

Para o Vital Moreira, “são demasiadas situações concentradas no tempo para não ver por detrás disto uma central de fake news a alimentar este caudal de acusações sobre a alegada ‘endogamia política’ no PS, com base em simples coincidências patronímicas”.

Na ótica do constitucionalista, o que é surpreendente é que personalidades com as responsabilidades públicas de Lobo Xavier e órgãos de informação de referência como a SIC ou o EL País “caiam nesta tentação de veicular tais falsidades, abusando da credulidade do público, sem um mínimo de verificação, que logo as revelaria falsas, tanto mais que algumas seriam mesmo impossíveis”. Exemplo disso é o caso da ministra do Mar em que o “fictício pai” teria de ter sido pai aos 5 anos. 

Apesar de existir sempre o direito ao desmentido dos visados e à correção dos média, estes nem sempre “apagam o mal feito”, pela simples razão de “não cobrirem o mesmo auditório”, frisa o antigo candidato do PS às Europeias. E sendo os portugueses dos menos preocupados com as fake news nestas eleições, Vital Moreira defende que “está na altura” de a ERC e a CNE “virem a público alertar contra campanhas sujas como esta”.

O constitucionalista aproveita para esclarecer que é casado com Maria Manuel Leitão Marques, ex-ministra e número dois da lista do PS às Europeias, e que isso é um facto público há mais de três décadas. "Também é público que nenhum de nós é membro do PS, pelo que não podemos ser arrolados como prova da questionada endogamia política socialista", acentua, rematando: "Pelo contrário, somos prova da sua exogamia política..."

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório