Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2020
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 19º

Edição

"Temos agora todos a obrigação de trabalhar para ajudar o PSD"

Conselho Nacional do PSD culminou com a aprovação da moção de confiança a Rui Rio.

"Temos agora todos a obrigação de trabalhar para ajudar o PSD"

A líder da Juventude Social Democrata (JSD), que discursou no Conselho Nacional, realizado esta quinta-feira no Porto, apela à união do partido para que o PSD “tenha bons resultados” nas várias eleições que se aproximam. 

Reconhecendo que o PSD viveu “dias complicados” que culminaram ontem no Conselho Nacional com a aprovação de uma moção de confiança a Rui Rio, Margarida Balseiro Lopes refere que optou por “por lá” partilhar a sua opinião sobre “a necessidade de os órgãos eleitos poderem continuar o seu mandato, sem prejuízo de haver alguns ajustamentos que devam ser feitos para que a ação política do PSD seja mais eficaz”.

Para a líder da JSD, há a obrigação de todos, enquanto “maior partido português e elemento central da nossa democracia”, de trabalharem para ajudar a que o PSD tenha bons resultados nos desafios eleitorais que se avizinham”.

Luís Montenegro desafiou, faz esta sexta-feira uma semana, Rui Rio a marcar eleições diretas, mostrando-se disponível para disputar a liderança do partido. A resposta surgiu dois dias depois e foi um redondo "não" ao pedido de diretas “já”. Em vez disso, Rio avançou com uma moção de confiança que, em Conselho Nacional, foi aprovada esta quinta-feira.

O antigo parlamentar reagiu à ‘derrota’, ao final da manhã desta sexta-feira, afirmando que “nada ficará na mesma” e que a sua iniciativa teve um “efeito inegável”, o de “despertar um gigante adormecido”, o PSD. Montenegro está, por isso, de “consciência tranquila”, ideia que vincou várias vezes durante o discurso de reação. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório