Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Lei de Bases da Saúde abre debate quinzenal no parlamento

O BE escolheu a nova Lei de Bases da Saúde como tema para a intervenção que vai abrir na quarta-feira o debate quinzenal com o primeiro-ministro, na Assembleia da República, o primeiro depois das férias.

Lei de Bases da Saúde abre debate quinzenal no parlamento
Notícias ao Minuto

19:53 - 25/09/18 por Lusa

Política Bloco de Esquerda

"O Bloco de Esquerda levará ao debate quinzenal a defesa dos serviços públicos e, em particular, a urgência de uma nova Lei de Bases que salve o SNS [Serviço Nacional de Saúde]. A única proposta de Lei de Bases conhecida até ao momento foi assinada por duas pessoas que dedicaram a sua vida à defesa e construção do SNS, António Arnaut e João Semedo. Ao apresentar esta proposta ao país, João Semedo e António Arnaut deixaram um apelo aos seus partidos - BE e PS - para que a discutissem e apresentassem na Assembleia da República", disse à Lusa fonte dos bloquistas.

A mesma fonte recordou que o Governo escolheu a antiga ministra da Saúde Maria de Belém Roseira para redigir uma "proposta alternativa", cuja versão final, apesar de ter sido prometida para este mês, ainda não é conhecida.

"Cabe agora ao PS escolher entre a esquerda que quer proteger o SNS ou a direita que quer manter tudo na mesma ou aprofundar a privatização da saúde", acrescentou a fonte.

No dia em que nas galerias do hemiciclo deverão estar os taxistas que desde há uma semana estão em protesto contra a entrada em vigor, em 01 de novembro, da lei que regula as quatro plataformas eletrónicas de transporte que operam em Portugal, o PCP escolheu precisamente "a situação do setor do táxi" para interpelar o primeiro-ministro.

Os comunistas indicaram ainda como tema para a sua intervenção "o início do ano letivo", à semelhança do que fez o PAN que escolheu "a qualidade da escola pública" para confrontar António Costa,

PS, PSD e CDS-PP indicaram como temas para o debate as questões económicas e sociais, com os centristas a acrescentarem ainda as "políticas de soberania".

O PEV irá abordar o primeiro-ministro sobre "questões ambientais e sociais".

O debate quinzenal irá também realizar-se no dia seguinte às primeiras detenções efetuados no âmbito do furto de armas em Tancos.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República anunciou ao final da manhã que deteve militares da Polícia Judiciária Militar e da Guarda Nacional Republicana e um outro suspeito e realizou buscas em vários locais nas zonas da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. Entre os oito detidos está o diretor-geral da Polícia Judiciária Militar, Luís Vieira.

Entretanto, o CDS-PP já anunciou que vai propor, no parlamento, a criação de uma comissão de inquérito sobre o furto de armas dos paióis de Tancos, em junho de 2017.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório