Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
32º
MIN 31º MÁX 33º

Edição

PSD e Bloco juntam-se a João Galamba nas críticas a Mário Centeno

Miguel Morgado e José Gusmão criticam o presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças português pelos seus comentários em relação ao fim do resgate financeiro à Grécia, juntando-se assim ao socialista João Galamba na condenação das declarações de Mário Centeno.

PSD e Bloco juntam-se a João Galamba nas críticas a Mário Centeno
Notícias ao Minuto

17:17 - 20/08/18 por Pedro Bastos Reis 

Política Polémica

Depois de João Galamba ter criticado o ministro das Finanças, Mário Centeno, pelo vídeo “lamentável” em que o também presidente do Eurogrupo dá conta do fim do terceiro programa de assistência financeira à Grécia, o PSD e Bloco de Esquerda juntaram-se ao coro de críticas.

O deputado social-democrata, numa publicação na rede social Facebook, denunciou “as duas faces” de Mário Centeno, criticando o ministro das Finanças por “apoucar a saída limpa portuguesa” e por, agora, deixar “palavras doces” à Grécia.

“As duas faces deste homem: passou 3 anos a apoucar a saída limpa portuguesa de 2014 - conseguida contra todos os esforços contrários do PS - e agora desfaz-se em palavras doces para um país que sai devorado por problemas após 8 anos de bailout. Há mínimos. Ou deveria haver... “, escreveu Miguel Morgado.

Já o bloquista José Gusmão considerou “ridículo” o vídeo publicado por Centeno no Twitter, declarando mesmo que tal conteúdo comprova que o Executivo português “ganhou um representante no Eurogrupo”.

“Um vídeo ridículo para quem tem alguma noção do que aconteceu na Grécia, insultuoso para os gregos e esclarecedor para os portugueses. Ainda alguém tem dúvidas sobre se o governo ganhou um representante no Eurogrupo ou vice-versa?”, questionou José Gusmão nas redes sociais.

Estas duas críticas juntam-se assim ao comentário do ex-porta voz do PS João Galamba, que considerou que as declarações de Mário Centeno, em que o presidente do Eurogrupo diz que Atenas “voltou à normalidade” mas que agora acarreta "responsabilidade" acrescida, “apaga[m] o desastre que foi o programa de ajustamento grego e branqueia todo o comportamento das instituições europeias”.

Antes, Yannis Varoufakis, ex-ministro das finanças grego que desempenhou um papel central no confronto com Bruxelas durante o início do terceiro programa de resgate à Grécia que agora finda, comparou o vídeo de Centeno à “máquina de propaganda da Coreia do Norte”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório