Meteorologia

  • 26 ABRIL 2018
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 19º

Edição

Projeto de transporte para crianças vence Orçamento Participativo

O projeto "Uma carrinha para a Casa do Mimo", centro de atividades para crianças e jovens com e sem necessidades educativas especiais, venceu o Orçamento Participativo do Município da Batalha, no distrito de Leiria, foi esta terça-feira anunciado.

Projeto de transporte para crianças vence Orçamento Participativo
Notícias ao Minuto

11:29 - 17/04/18 por Lusa

País Batalha

Segundo uma nota de imprensa da Câmara da Batalha, o projeto, que vai receber 30 mil euros do município, obteve "291 votos, num total de 889 registados na plataforma eletrónica que geriu o processo das votações".

A Associação Casa do Mimo foi constituída em junho de 2016, tem sede na vila da Batalha e dedica-se a dar respostas a crianças e a jovens com e sem necessidades educativas especiais, "assegurando ainda acompanhamento no processo de reabilitação social de pessoas com deficiência e incapacidade".

Através do projeto submetido ao Orçamento Participativo, a Casa do Mimo vai comprar uma viatura de nove lugares que, depois de devidamente adaptada, colmatará as lacunas associadas ao transporte dos seus utentes, adianta a autarquia.

Em segundo lugar, com 132 votos, ficou o projeto de criação de um espaço de inovação pedagógica no Agrupamento de Escolas da Batalha, sendo que a proposta de aquisição de um veículo ligeiro de combate a incêndios reuniu 126 votos, numa proposta dos Bombeiros Voluntários da Batalha.

A presidente da Casa do Mimo, Cidália Silva, explicou à Lusa que a prioridade da associação são as crianças com necessidades educativas especiais, porque "é essa população que tem menos reposta nos equipamentos sociais já existentes".

"O nosso objetivo é, partindo do princípio da equidade, dar uma resposta de acordo com as diferenças de cada um, dada a necessidade que estas crianças e jovens têm de um apoio individualizado", adiantou Cidália Silva.

A associação conta com duas funcionários e vários voluntários, tendo atualmente dez utentes, número que aumenta em período não letivo.

"Neste momento não temos nem recursos humanos nem físicos para um número maior de utentes", justificou, explicando que aguardam obras numa escola do 1.º ciclo desativada para as suas futuras instalações e onde poderão dar resposta a um maior número de utentes da Batalha e concelhos limítrofes.

Citado na mesma nota de imprensa, o presidente da autarquia, Paulo Baptista dos Santos, realçou o número de votos nesta edição do Orçamento Participativo.

"É uma votação bastante expressiva, próxima dos mil votos, o que deixa antever um forte envolvimento dos munícipes neste processo de participação", refere o autarca.

Em edições anteriores esta iniciativa contemplou a requalificação da antiga escola António Cândido da Encarnação, a pavimentação da Estrada Real D. Maria e a aquisição de vitrais para a Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na Golpilheira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.