Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Good After: Um "supermercado de oportunidades" para travar desperdício

É uma plataforma de compras online de produtos descontinuados, ou cuja validade está prestes a expirar, que faz distribuição para a Península Ibérica. A ideia de combater o desperdício surgiu através de quatro sócios que perceberam que era uma tendência que já existia no Norte da Europa e nos Estados Unidos.

Good After: Um "supermercado de oportunidades" para travar desperdício
Notícias ao Minuto

07:32 - 09/09/17 por Notícias ao Minuto

País Consumo

Entre produtos alimentares, de higiene ou de limpeza, este "supermercado de oportunidades" vende de tudo um pouco. A ideia é vender os produtos que foram descontinuados e que não cabem nas prateleiras dos retalhistas por alteração de embalagem, alteração de capacidade ou aproximação da data de consumo preferencial.

“Conservas, massa, arroz e tudo aquilo que se vê num supermercado normal à temperatura ambiente”, é assim que uma das sócias da Good After, Chantal Gispert, descreve o tipo de produtos que se pode encontrar, em termos de alimentação. Neste espaço nem os animais são esquecidos, pois também é possível encontrar comida para os seus amigos de quatro patas.

O nome Good After surgiu de um trocadilho com a expressão inglesa Best Before, que indica a data de consumo preferencial dos produtos e que segundo os sócios fazia sentido, pois a plataforma vende produtos não perecíveis - produtos que se podem consumir mesmo depois da data preferencial de consumo ter expirado, sem que isso ponha em risco a segurança alimentar. Os produtos frescos não têm lugar nesta plataforma.

“Chegam às nossas mãos produtos por variadíssimas razões, ou porque mudou a embalagem de fora, ou porque entrou numa promoção e agora não têm a caixa original”, explica Chantal afirmando que a ideia é combater o desperdício. Grande parte dos fornecedores é portuguesa. São fabricantes ou representantes de marcas europeias e é possível chegar a uma poupança que pode ficar entre os 20% e os 70%.

Chantal Gispert descreve a plataforma como um “supermercado online de oportunidades”, onde as pessoas podem “nem sempre ter o mesmo pacote de arroz”, mas cujo “objetivo é garantir que se consiga encher um cabaz razoável”. Não garantem a mesma marca ou o mesmo produto, pois funcionam por lotes, mas querem que a pessoa se consiga abastecer.

O processo de compra funciona exclusivamente online, através da página vai-se enchendo o carrinho, “a todo o momento vai vendo o nível de poupança que está a fazer” e depois do pagamento, caso faça as compras até às 13h00, recebe a encomenda em casa ou nos CTT no dia seguinte (48h no caso de Espanha).

Com pouco mais de um ano, a Good After conta neste momento com cerca de 20 mil registos entre Espanha e Portugal, sendo que 70% são portugueses, e com mais de 30 mil seguidores no Facebook.

Expandir o negócio não está fora de questão, mas para Chantal há muito trabalho a fazer para já e ainda “é muito cedo para dar o salto”.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório