Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Homem detido por suspeitas de ligação ao desaparecimento de Maëlys

A polícia francesa deteve o primeiro suspeito no caso do desaparecimento da menina lusodescendente de 9 anos.

Homem detido por suspeitas de ligação ao desaparecimento de Maëlys

A polícia francesa fez a primeira detenção no caso do desaparecimento da menina lusodescendente, Maëlys de Araújo, de apenas 9 anos. De acordo com a AFP, as autoridades detiveram na manhã desta quinta-feira um homem de 34 anos, que se terá ausentado da festa do casamento por volta da altura em que a menina desapareceu.

As contradições nas declarações deste suspeito, nomeadamente quanto à cronologia das suas ações entre sábado à noite e a madrugada de domingo, levaram a polícia a querer interrogá-lo.

A promotora Dietlin Baudoin confirmou a colocação sob custódia deste homem mas afirmou que ainda era cedo para "tirar conclusões precipitadas".

"Esta custódia tem como objetivo esclarecer o cronograma desta pessoa que esteve ausente da noite em slots que podem corresponder ao desaparecimento da menina", disse a promotora.

Ao mesmo tempo, as autoridades aumentaram a área de buscas para oeste e para sul da localidade de Pont-de-Beauvoisin, em Isère, onde decorria a festa de casamento, durante a qual Maëlys desapareceu. 

Prosseguem as operações de controlo nas estradas mais próximas de Pont-de-Beauvoisin e na floresta em redor do recinto onde se realizou a festa de casamento.

Segundo fonte da secretaria de Estado das Comunidades, o caso de Maëlys de Araújo, que é lusodescendente e possui apenas nacionalidade francesa, está a ser acompanhado pelo consulado de Portugal em Lyon, que já conversou com a família para oferecer o apoio necessário.

A procuradora de Bourgoin-Jallieu, sudeste de França, anunciou na segunda-feira que abriu uma investigação de rapto após o desaparecimento da criança de origem portuguesa Maëlys de Araújo, na cidade de Pont-de-Beauvoisin.

A criança desapareceu na madrugada de domingo, durante uma festa de casamento em Pont-de-Beauvoisin, em Isère, região de Auvergne-Rhône-Alpes.

As autoridades informaram também que ocorriam mais duas festas nas proximidades do local em que estava a ser realizado a festa de casamento.

Os interrogatórios aos vários convidados da festa de casamento, mais de 200 pessoas, foram realizados pelas autoridades policiais.

A Gendarmerie Nationale, na sua conta na rede social Twitter, apelou aos cidadãos que avisem a polícia se tiverem informações sobre o caso de Maëlys de Araújo.

O caso está nas mãos do departamento de investigações de Grenoble, apoiado pela brigada de investigações de Tour-du-Pin e pela brigada territorial de Pont-de- Pont-de-Beauvoisin.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório