Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

"A maioria dos ciganos não trabalha". Comentador acusado de racismo

Declarações de Quintino Aires geraram muito desconforto na sociedade e já levaram à criação de uma petição.

O psicólogo Quintino Aires é um dos habituais comentadores da rubrica ‘Crónica Criminal’ do programa ‘Você na TV’, da TVI.

Mas o comentário que o especialista teceu na última quinta-feira está a ter repercussões que ele próprio jamais imaginou

Debruçando-se sobre a etnia cigana, Quintino Aires disse em direto que esta é uma comunidade que “não está integrada em Portugal” e que “não respeita as normas do país onde vive”, referindo que as pessoas desta etnia “invadem as escolas, invadem os hospitais e não respeitam regra absolutamente nenhuma”.

Não satisfeito, e apesar dos avisos do apresentador Manuel Luís Goucha, o psicólogo continuou:

A maioria trafica droga e não trabalha. Diga-me a lista dos trabalhos dos ciganos. Não é porque meia dúzia trabalha que vamos ter generalização. Chegam à Segurança Social, querem subsídios para todos e ainda batem nas pessoas se não estão lá. Querem a escola, querem a escola à maneira deles. Chegam aos hospitais, invadem, não respeitam as regras"

Estas declarações caíram que nem uma bomba junto da sociedade civil que as considera “racistas”.

Um dia depois de as mesmas terem sido proferidas, 14 associações e três eleitos pelas associações ciganas para o Grupo Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas emitiram um comunicado no qual descrevem as declarações do psicólogo como “inadmissíveis”, pois, sublinham, “reproduzem preconceitos e estereótipos e promovem posições racistas”.

No seguimento desta polémica foi já criada uma petição online a pedir, à semelhança do que fizeram as associações ciganas, que o apresentador seja afastado do programa da TVI.

“Pessoas como o senhor Quintino Aires não são exceção, têm tido demasiado tempo de antena para proferir discursos mentirosos e inflamar mais o ódio e o preconceito. Não há outra resolução a ser tomada como resposta a não ser o afastamento definitivo deste senhor da TV e a devida retratação por parte da TVI, canal do programa que lhe tem dado voz e espaço para proferir as suas mentiras”, lê-se na petição que conta com 900 assinaturas. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório