Meteorologia

  • 06 JULHO 2020
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 36º

Edição

Como escapar aos roubos na internet

A ‘pesca' de dados pessoais na internet, o chamado phishing, fez pelo menos 1300 vítimas em 2012, no total foram pirateados mais de um milhão de euros, de acordo com Jornal de Notícias. Às vezes o que parece um vídeo inofensivo pode esconder uma forma de roubar informações bancárias.

Como escapar aos roubos na internet

A Polícia Judiciária afirma que foram abertos 1300 inquéritos de ‘phishing’ em 2012. Só em Lisboa, nos Açores e na Madeira, segundo o Jornal de Notícias (JN), os montantes roubados chegam a cerca de um milhão de euros.

O pagamento de serviços, as redes sociais, jogos, classificados, leilões e até sites governamentais são os alvos mais fáceis para os ‘piratas’ que pretendem obter dados, usando-os para transferir dinheiro para as suas contas.

De acordo com especialistas em segurança informática ouvidos pelo JN, os países de Leste e o Brasil são as principais origens dos ataques aos portugueses.

Aliás, ontem foram detidos sete jovens, alguns com nacionalidade brasileira, acusados de enviar emails para aceder a dados pessoais com os quais conseguiam retirar verbas, que depois depositavam em outras contas. E só a troco de uma ‘comissão’ é que devolviam o dinheiro. A Judiciária adiantou que foram atacados vários bancos e que o montante ‘pirateado’ foi, até ao momento, de 150 mil euros.

Há, no entanto, alguns passos que podem ajudar a evitar o ‘phishing’, como não abrir anexos ou links cuja origem é desconhecida. Um vídeo ou uma imagem com um ‘subject’ aparentemente inofensivo pode conter um ‘software’ capaz de roubar dados.

Outras das coisas que não se devem fazer é escolher senhas demasiado simples ou óbvias, símbolos e números ajudam. Estar mais atento às ofertas divulgadas na internet é também uma das formas de diminuir o risco de ‘phishing’. Quando uma coisa parece demasiado boa para ser verdade é porque provavelmente não é verdade. Muitos desses anúncios são falsos, tendo sido colocados com o propósito de pedir dados pessoais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório