Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
29º
MIN 20º MÁX 38º

Gémeas. Nuno Rebelo de Sousa na CPI a 3 de julho (por videoconferência)

Filho do Presidente da República está disponível para ser ouvido por videoconferência, no dia 3 de julho, na CPI ao caso das gémeas.

Gémeas. Nuno Rebelo de Sousa na CPI a 3 de julho (por videoconferência)
Notícias ao Minuto

10:00 - 25/06/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Caso das gémeas

Nuno Rebelo de Sousa, filho do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está disponível para ser ouvido no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ao caso das gémeas luso-brasileiras.

Segundo a SIC Notícias, que teve acesso à resposta de Nuno Rebelo de Sousa à convocatória da CPI, o filho do Presidente da República será ouvido por videoconferência, no dia 3 de julho, às 14h00.

"Se a Comissão, apesar de o mesmo ter já informado que vai usar do seu direito ao silêncio, e que vai fazê-lo na íntegra, considera a audição necessária e útil, e considerando que a Comissão admite, agora, a possibilidade de a audição se realizar por videoconferência, então, naturalmente, confirmamos a disponibilidade do nosso Constituinte para essa videoconferência", lê-se na resposta citada pela SIC Notícias.

"Silêncio, na íntegra". A resposta de Nuno Rebelo de Sousa à CPI

O filho do Presidente da República, Nuno Rebelo de Sousa, vai ser ouvido na próxima semana na comissão de inquérito ao caso das gémeas tratadas com o medicamento Zolgensma, audição que vai decorrer por videoconferência.

Lusa | 12:04 - 25/06/2024

Recorde-se que a CPI ao caso das gémeas tratadas no Hospital de Santa Maria voltou a requerer, na sexta-feira, a presença de Nuno Rebelo de Sousa, alegando que a sua recusa inicial em comparecer "consubstancia um crime de desobediência". Nesse mesmo dia, a mãe das meninas, Daniela Martins, foi ouvida no Parlamento sobre o caso.

Mais dúvidas do que respostas. O que disse a mãe das gémeas no Parlamento

Mais dúvidas do que respostas. O que disse a mãe das gémeas no Parlamento

Daniela Martins admite que mentiu quando falou numa rede de influência que favoreceu as crianças, recusou conhecer Marcelo Rebelo de Sousa ou o filho. Sobre a nora e o e-mail que lhe enviou para agradecer ao ex-secretário de Estado António Lacerda Sales o acompanhamento que deu às suas filhas, sugeriu que possa ter sido enviado por outra pessoa com acesso à sua conta de correio eletrónico.

Tomásia Sousa | 08:49 - 22/06/2024

Este processo tem como arguidos Nuno Rebelo de Sousa e o ex-secretário de Estado da Saúde António Lacerda Sales, que também já foi ouvido oficialmente nesta CPI.

Do

Do "silêncio" ao "bode expiatório". O que disse Lacerda Sales na CPI?

O ex-secretário de Estado Adjunto e da Saúde foi o primeiro a ser chamado para responder na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o caso das gémeas luso-brasileiras, tratadas em 2020 com o medicamento Zolgensma, num valor de quatro milhões de euros, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. A próxima audição deverá ser a mãe das crianças, já na sexta-feira, "em princípio por videoconferência".

Daniela Carrilho | 08:43 - 18/06/2024

Em causa está o tratamento hospitalar das duas crianças luso-brasileiras que receberam o medicamento Zolgensma. Com um custo de dois milhões de euros por pessoa, este fármaco tem como objetivo controlar a propagação da atrofia muscular espinal, uma doença neurodegenerativa.

O caso está ainda a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República, mas a Inspeção-Geral das Atividades em Saúde já concluiu que o acesso à consulta de neuropediatria destas crianças foi ilegal.

Também uma auditoria interna do Hospital Santa Maria concluiu que a marcação de uma primeira consulta hospitalar pela Secretaria de Estado da Saúde foi a única exceção ao cumprimento das regras neste caso.

[Notícia atualizada às 10h41]

Leia Também: Costa confirma que vai ao Parlamento falar sobre o caso das gémeas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório