Meteorologia

  • 12 JULHO 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Circulação na A2 restabelecida, mas fogo em Aljustrel continua "ativo"

A circulação na Autoestrada do Sul (A2) encontra-se totalmente restabelecida, mas o incêndio que provocou hoje o corte daquela via durante a tarde, na zona de Aljustrel (Beja), continua "ativo", adiantou a Proteção Civil à agência Lusa.

Circulação na A2 restabelecida, mas fogo em Aljustrel continua "ativo"
Notícias ao Minuto

22:40 - 16/06/24 por Lusa

País Incêndios

O incêndio que deflagrou perto da localidade de Messejana "está a ceder, encontra-se setorizado e nalguns setores está dominado, mas mantém-se ativo", precisou o Comando Sub-Regional do Baixo Alentejo.

"Tem três frentes ativas, das quais dois setores que nos dão menos preocupação, pois estão praticamente dominados, e depois o setor que ainda evolui dentro da mata de eucalipto, que é o que mais nos preocupa neste momento", acrescentou o 2.º Comandante Sub-regional de Emergência e Proteção Civil, José Horta.

Por esse motivo, a Estrada Nacional 263 (EN263) permanece totalmente "cortada" sem previsão de quando possa ser reaberta à circulação.

"Continua fechada por segurança dos operacionais. É a estrada que dá acesso ao incêndio, pelo que só será reaberta quando estiverem reunidas todas as condições de segurança para a população civil poder circular nela", explicou José Horta.

No local, pouco depois das 23:30, mantinham-se 157 operacionais, apoiados por 52 viaturas, mas o incêndio chegou a ser combatido, durante a tarde, por 162 operacionais, 53 viaturas e sete meios aéreos, de acordo com atualizações fornecidas pelo 'site' da Proteção Civil.

Ainda assim, confirmou o 2.º Comandante Sub-regional de Emergência e Proteção Civil à agência Lusa, "não há registo de vítimas ou feridos entre os operacionais ou civis" e "não existem pessoas nem animais em perigo".

No entanto, não existe ainda uma previsão sobre quando o incêndio poderá ser considerado controlado.

"Estamos a fazer todos os esforços para dominar o fogo o mais rapidamente possível. Acreditamos que possamos consegui-lo durante a noite", concluiu José Horta.

O fogo, cujo alerta foi dado pouco depois das 17:00, teve origem numa zona agrícola, mas propagou-se para uma área de eucaliptal, segundo informações adiantadas à agência Lusa, durante a tarde, pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Foram mobilizados bombeiros das corporações de Aljustrel, Ferreira do Alentejo, Ourique, Beja, Cuba, Castro Verde, Alvito, Almodôvar, Mértola, Barrancos, Moura, Serpa, Alvalade do Sado e Grândola.

[Notícia atualizada às 23h51]

Leia Também: Fogo em Aljustrel mobiliza vários meios aéreos e corta A2 e EN263

Recomendados para si

;
Campo obrigatório