Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 25º

Viagem e encontros. As fotos do 2.º dia de Marcelo e Montenegro na Suíça

Depois de um dia passado em Genebra, na terça-feira, e de uma escala em Berna para um encontro com a presidente da Confederação Suíça, o final da tarde dos líderes portugueses foi passado em Zurique.

Notícias ao Minuto

22:20 - 12/06/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Governo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, Luís Montenegro, concluíram, esta quarta-feira, a viagem de dois dias à Suíça, a propósito das comemorações do 10 de Junho.

Neste segundo dia de visita, os líderes portugueses foram recebidos em Berna pela presidente da Confederação Suíça, Viola Amherd, com quem mantiveram uma “reunião de trabalho”, segundo a página da Presidência da República.

A mesma nota salientou que os responsáveis também se encontraram com o ministro dos Negócios Estrangeiros suíço, Ignazio Cassis.

Depois de um dia passado em Genebra, na terça-feira, e de uma escala em Berna para um encontro com a presidente da Confederação Suíça, o final da tarde foi passado em Zurique.

À chegada, vindos de comboio de Berna, o Presidente da República e o primeiro-ministro optaram por ir a pé para o primeiro ponto de agenda, em passo muito acelerado, durante cerca de 20 minutos. A ideia, percebeu mais tarde a comunicação social, era ir a uma cervejaria local, o que acabou por não se concretizar para não atrasar o encontro com representantes da comunidade portuguesa.

Diante de cerca de duas centenas de emigrantes, Marcelo prometeu à comunidade portuguesa na Suíça que pode contar com "mais presença e mais atenção" aos problemas que afetam os portugueses pelo mundo, defendendo encontros regulares.

Montenegro, por seu turno, concluiu que "vale a pena ter esperança", ao mesmo tempo que sublinhou ter "muita confiança de que seremos capazes, nos próximos anos, de dar às portuguesas e portugueses as respostas que ambicionam".

Recorde-se que, quando assumiu a chefia do Estado, em 2016, Marcelo Rebelo de Sousa lançou, em articulação com o então primeiro-ministro, António Costa, e com a participação de ambos, um modelo inédito de duplas comemorações do 10 de Junho, primeiro em Portugal e depois junto de comunidades portuguesas no estrangeiro.

A Suíça é o sétimo país estrangeiro a acolher a celebração, após França (2016), Brasil (2017), Estados Unidos (2018), Cabo Verde (2019), Reino Unido (2022) e África do Sul (2023), sendo que em 2020 e 2021 só houve cerimónias em Portugal devido à pandemia da Covid-19.

Percorra a galeria e espreite as imagens deste segundo e último dia de visita.

Leia Também: "Histórico". Governo terá comissão para evocar 40 anos de Portugal na CEE

Recomendados para si

;
Campo obrigatório