Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Artur continua desaparecido. Família "desiludida" com polícia portuguesa

Alemão de 39 anos foi visto pela última vez num miradouro de Viseu, a 4 de maio. Família suspeita de assalto e agressões. Carrinha e bicicleta foram encontradas queimadas.

A família de Artur Lorenz, um alemão de 39 anos, desaparecido em Portugal desde o início do mês, está "desiludida" com as autoridades portuguesas.

Em entrevista ao Bild, um primo do nómada digital, que trabalhava numa empresa de marketing, a partir de Portugal, onde se encontrava a viajar há vários meses, revelou que para a família "rapidamente ficou claro que algo grave aconteceu" e que alertaram "imediatamente a polícia", contudo estes "não fizeram muito no início".

"Ficamos muito decepcionados com isso", atirou.

Também ao Bild, a irmã de Artur, Sabine Schell, mostrou-se dececionada com a atuação da polícia portuguesa, assim como das autoridades alemãs e embaixada.

"Recebemos pouca ou nenhuma informação da polícia portuguesa. Também não recebemos qualquer apoio das autoridades alemãs ou da embaixada para pressionar Portugal e obter informações. É muito frustrante", descreveu.

Num e-mail enviado ao Notícias ao Minuto, Sabine voltou a pedir ajuda para encontrar o irmão, revelando que tudo indica que tenha sido "assaltado e agredido, dentro da sua carrinha", que estava estacionada no parque de estacionamento do Miradouro Santa Luzia, em Viseu.

Nessa mesma nota, a alemã conta que carrinha do irmão, assim como a sua bicicleta elétrica e "todos os seus pertences", foram encontrados dias mais tarde, "queimados", "possivelmente para remover vestígios" e que nunca foram informados oficialmente disso.

"Estamos desamparados e chocados por não recebermos qualquer informação da polícia portuguesa", atirou, acrescentando que a comunicação social e as redes sociais têm sido uma enorme ajuda na procura do irmão. "Só isso permitiu determinar a última localização de Artur em Viseu, onde foi assaltado e foi encontrada a sua carrinha".

"Continuamos na esperança de descobrir onde está o Artur e o que lhe aconteceu. A incerteza e o desamparo são quase insuportáveis ​​para nós como família", concluiu.

O Notícias ao Minuto sabe que o caso passou da alçada da Polícia de Segurança Pública (PSP) para a Polícia Judiciária (PJ), mas não conseguiu ainda confirmar se estão a decorrer buscas.

Leia Também: Carrinha de alemão desaparecido em Viseu apareceu queimada

Recomendados para si

;
Campo obrigatório