Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 26º

"Corrida contra o tempo". Sem-abrigo? Marcelo recebe Moedas para a semana

O chefe de Estado considera que é preciso saber qual a estratégia do novo Governo, nomeadamente, se este vai seguir o plano do anterior ou elaborar novos passos no âmbito do combate às situações de pessoas em situação de sem-abrigo.

"Corrida contra o tempo". Sem-abrigo? Marcelo recebe Moedas para a semana
Notícias ao Minuto

16:36 - 21/05/24 por Notícias ao Minuto

País Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo rebelo de Sousa, falou esta terça-feira, sobre a situação das pessoas em situação de sem-abrigo.

"O Governo anterior decidiu já no final prolongar a estratégia que vinha do passado por mais algum tempo. O atual Governo vai decidir qual é sua estratégia. Se é prolongar a estratégia do passado ou mudar", afirmou em declarações aos jornalistas, questionando como se irá proceder em pastas como "a habitação a cargo das câmaras municipais, o domínio da saúde, do emprego".

Sublinhando que que o primeiro-ministro e o autarca de Lisboa, Carlos Moedas, se reuniram para falar sobre a situação e o processo, afirmou: "Significa que, provavelmente, aqui até à semana que vem já haja uma ideia de qual é a posição em geral sobre a estratégia para os sem-abrigo e em particular o que fazer nos casos mais graves. Lisboa é um caso grave, o Porto é a seguir, e há outros que são pesados".

Marcelo confirmou ainda que vai receber Moedas na próxima semana para, "na presença do Governo, ir acompanhando" o tema, por forma a perceber o que será feito e como. "É uma corrida contra o tempo", considerou.

Confrontado sobre se houve tempo perdido no combate, Marcelo apontou que as sucessivas crises fizeram atrasar a resolução, nomeadamente, a da habitação. "Quanto mais rapidamente se intervier, melhor", considerou.

Marcelo foi ainda questionado sobre se o que 'pesava' mais era um problema de articulação entre políticas ou de dinheiro, mas respondeu que primeiro era preciso ouvir o Executivo. "Ainda não ouvi. Vou ouvir depois qual é a consequência do Governo na atuação das câmaras municipais", explicou.

Lisboa é a cidade mais afetada pelo fenómeno e conta atualmente com cerca de 3.000 pessoas em situação de sem-abrigo, sendo que 300 deles estão efetivamente na rua.

Marcelo, Moedas e Leitão Amaro encontram-se no dia 27

Cerca de duas depois das declarações iniciais acima, o site da Presidência publicou uma nota dando conta de que a reunião entre os três responsáveis em causa aconteceria na próxima segunda-feira, 27 de maio.

"Na sequência da indispensável intervenção do Governo relativamente à Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo, traduzido na articulação entre os departamentos competentes em razão da matéria, sob a coordenação do Ministro da Presidência, o Presidente da República receberá o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, a pedido deste, no próximo dia 27 de maio, em interligação com o Membro do Governo competente", lê-se.

[Notícia atualizada às 18h41]

Leia Também: "AIMA não funcionou muito tempo. Não posso ajudar pessoas sem documentos"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório