Meteorologia

  • 18 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 33º

Filhos de mulher espancada em Almada foram a restaurante gritar por ajuda

Cinco crianças, todas menores, ficaram à guarda do progenitor das mais velhas. Suspeito foi detido pela PSP.

Filhos de mulher espancada em Almada foram a restaurante gritar por ajuda

Foram os filhos mais velhos da mulher espancada pelo companheiro em Almada quem deu o alerta para as agressões brutais a que a vítima estava a ser sujeita na noite de sábado passado, dia 18 de maio. 

As crianças de 14, 11 e 9 anos saíram de casa, deixando os irmãos de 6 anos e 11 meses, e entraram num restaurante próximo, onde pediram ajuda

Vizinhos e clientes ainda tentaram entrar na habitação onde o homem agredia brutalmente a mulher de cerca de 40 anos, mas só a Polícia de Segurança Pública (PSP) conseguiria entrar mais tarde, arrombando a porta. 

Fonte desta força de segurança revelou ao Notícias ao Minuto que, ao entrar na casa, os elementos da polícia encontraram a mulher já "prostrada no solo", enquanto o suspeito tentava "impedir o acesso ao seu corpo". O homem começou por não acatar as ordens da polícia para se afastar, mas acabou por ser algemado. Mais tarde, na esquadra, tornar-se-ia mais violento. 

O homem, que é pai biológico apenas do bebé de 11 meses, "não tinha um único arranhão no corpo". A vítima, porém, ficou desfigurada e com um afundamento craniano. 

Segundo informações do Hospital Garcia de Orta ao Notícias ao Minuto, a vítima "encontra-se internada, em estado crítico, numa das Unidades de Cuidados Intensivos, do Serviço de Medicina Intensiva, da ULS-Almada Seixal"

Não há queixas de violência doméstica, mas vizinhos relatam discussões

A PSP avança ainda que apesar de não existirem queixas de violência doméstica formalizadas, os vizinhos relataram às autoridades já terem ouvido discussões entre o casal. 

Todas as crianças, inclusive a de 11 meses, filha do suspeito, ficaram ao encargo do progenitor dos meninos mais velhos. 

O homem está detido nos calabouços da PSP. A Polícia Judiciária aguarda que seja presente a tribunal para prosseguir com as diligências. 

Leia Também: Mulher em coma após ser espancada pelo companheiro em Almada

Recomendados para si

;
Campo obrigatório