Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 13º MÁX 21º

PGR "maquiavélica"? "Nunca falei na Procuradora-Geral da República"

Em causa estão as declarações polémicas do Presidente da República num almoço com jornalistas estrangeiros.

PGR "maquiavélica"? "Nunca falei na Procuradora-Geral da República"
Notícias ao Minuto

20:12 - 24/04/24 por Notícias ao Minuto

País Marcelo Rebelo de Sousa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, voltou a ser questionado, esta sexta-feira, sobre as polémicas declarações que teve na presença de jornalistas estrangeiros, e foram hoje conhecidas.

Em Lisboa, Marcelo foi confrontando pelos jornalistas, que o questionaram sobre uma alegada "atitude maquiavélica" de Lucília Gago. "Nunca falei na senhora procuradora-geral da República", afirmou, rejeitando ter usado a expressão "atitude maquiavélica", ou semelhante, quanto à responsável.

"Falei, em si mesmo, na situação do processo e expliquei porque  é que quanto ao processo não me pronunciava", referiu.

Em causa estão declarações de Marcelo a jornalistas estrangeiros, num almoço, que disse que “António Costa era lento, por ser oriental". "O Montenegro não é oriental, mas é lento, tem o tempo do país rural, embora urbanizado. Faz-me lembrar o antigo PSD, que era isso. O PS era Lisboa, a grande Lisboa, as áreas metropolitanas, e o PSD era o resto do país, sobretudo o Norte e o Centro-Norte”, comparou.

Ao final da tarde, a segunda vez que foi confrontado pelos jornalistas sobre o assunto, Marcelo voltou a explicar a razão pela qual falou em questões "rurais". "O Partido Social Democrata profundo - ao contrário do Partido Socialista, que nasceu de Lisboa para o país - era o PSD do país rural. Esse PSD tinha raízes rurais. Para explicar como ele era, que não era o estilo lisboeta político", referiu, repetindo a ideia primeiramente defendida esta tarde.

Declarações sobre Montenegro foram ofensivas?

Declarações sobre Montenegro foram ofensivas? "De maneira nenhuma"

Presidente da República justificou, na tarde desta quarta-feira, o facto de ter dito que o atual primeiro-ministro tem "comportamentos rurais".

Tomásia Sousa | 18:04 - 24/04/2024

Já durante a tarde, Marcelo apontou que as declarações que teve não deveriam ser consideradas "de maneira nenhuma" ofensivas.

Para além destas polémicas, Marcelo foi ainda questionado durante a tarde sobre a relação com o filho, confirmando que está de relações cortadas com o mesmo - depois do Caso Gémeas, no âmbito do qual duas irmãs luso-brasileiras foram tratadas no Hospital Santa Maria, recebendo um medicamento de milhões de euros. As suspeitas de favorecimento partiram de uma mensagem por correio eletrónico enviada por Nuno Rebelo de Sousa ao pai, falando sobre o assunto.

Marcelo diz que não fala com o filho não apenas sobre aquele tema, mas "em geral". "Não falo, ponto", assegurou. "Sinto muita mágoa pessoal, mas não fui eu o determinante dessa mágoa", acrescentou.

O afastamento entre os dois tinha sido também revelado a jornalistas estrangeiros na terça-feira.

Leia Também: Declarações sobre Montenegro foram ofensivas? "De maneira nenhuma"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório