Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 28º

Câmara de Loures quer construir 152 casas a preços controlados até 2026

A Câmara Municipal de Loures pretende construir 152 habitações a preços controlados até 2026 na freguesia de Camarate, num investimento de 22 milhões de euros, disse hoje à agência Lusa a vice-presidente da autarquia.

Câmara de Loures quer construir 152 casas a preços controlados até 2026
Notícias ao Minuto

17:42 - 22/04/24 por Lusa

País Câmara de Loures

um dos conjuntos habitacionais que nós, neste momento, temos a candidatura submetida ao IHRU [Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana] e que aguardamos a sua aprovação", explicou à agência Lusa a vice-presidente e também vereadora com o pelouro da Habitação na Câmara Municipal de Loures, Sónia Paixão (PS).

A autarca referiu que a construção deste conjunto habitacional, financiada ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), ficará situada na proximidade da via rodoviária Eixo Norte/Sul, sendo constituído por oito blocos, com quatro pisos, num total de 16 edifícios e 152 habitações.

Em termos de tipologias, o projeto prevê a construção de 56 T1, 45 T2, 48 T3 e quatro T4.

Relativamente a prazos, Sónia Paixão estimou que o início das obras ainda ocorra durante este ano e a conclusão em 2026, num investimento previsto de 22 milhões de euros.

"Nós, num conjunto global de candidaturas que apresentamos ao IHRU, apontamos para a construção de mais de 420 novos fogos, para além da reabilitação que anda na ordem dos 1.011 fogos. É o nosso objetivo na concretização da Estratégia Local de Habitação", sublinhou.

Ainda em matéria de habitação, a autarca afirmou que o município de Loures "está a utilizar todas as ferramentas disponíveis para aumentar a oferta pública", mas que também está comprometido em prevenir a construção de mais núcleos precários.

"Não podemos de maneira nenhuma compactuar com situações de ilegalidade. Nos núcleos em que sabemos que ainda existem núcleos de construção de grande fragilidade temos feito um acompanhamento e uma monitorização dos mesmos, para que não cresçam", apontou.

Leia Também: Loures demole casas no bairro de Montemor e moradores acusam polícia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório