Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 26º

Prisão preventiva para cúmplice de raptor abatido por PSP em Lisboa

O agente da PSP envolvido foi constituído arguido por homicídio num contexto de legítima defesa.

Prisão preventiva para cúmplice de raptor abatido por PSP em Lisboa
Notícias ao Minuto

23:20 - 02/04/24 por Notícias ao Minuto

País Crime

A cúmplice do homem que foi abatido por um agente da Polícia de Segurança Pública (PSP) após o ter sequestrado, em Lisboa, foi colocada em prisão preventiva, esta terça-feira.

A informação é avançada pelo Jornal de Notícias, referindo que o agente da autoridade foi constituído arguido por homicídio em contexto de legítima defesa.

A investigação está sob a alçada da Polícia Judiciária (PJ) e continua, de forma a perceber os contornos do incidente.

O caso remonta à madrugada desta segunda-feira, quando o agente da PSP terá sido abordado pelo suspeito enquanto estava parado, no interior do seu carro pessoal, nuns semáforos de Algés, segundo confirmou a PJ ao Notícias ao Minuto.

Depois de abordar o polícia, o suspeito tê-lo-á obrigado a conduzir até a um descampado, onde estaria uma mulher. Isto sob ameaça de arma de fogo. Posteriormente, o casal terá coagido o agente a conduzir até à sua casa.

Lá, o homem, de 40 anos, subiu com o agente até à residência deste, onde acabou por ocorrer o disparo fatal. Já a mulher foi detida junto ao prédio, onde aguardava pelo regresso do suspeito.

Leia Também: PSP que matou raptor foi abordado em semáforos. Segunda suspeita detida

Recomendados para si

;
Campo obrigatório