Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 13º MÁX 24º

Encontro de polícias adiado? "Vejo com bons olhos decisão da plataforma"

O responsável pela pasta da Administração Interna, José Luís Carneiro, sublinhou que o inquérito anunciado esta quarta-feira tem "a função de apurar os fatos" e em função dos mesmos haver uma decisão.

Encontro de polícias adiado? "Vejo com bons olhos decisão da plataforma"

O ministro da Administração Interna (MAI), José Luís Carneiro, falou, esta quarta-feira, sobre os protestos dos polícias junto ao Capitólio, que aconteceram na segunda-feira, enquanto decorria o debate entre Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro.

"Fundamentalmente, o que está a acontecer é que a própria Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública [PSP] e o Comando-Geral da Guarda Nacional Republicana [GNR] têm estado em articulação com a Inspeção Geral da Administração Interna [IGAI] para procurarem avaliar os fatos e, depois, em função dos fatos apurados, determinar os procedimentos a adoptar", considerou o ministro, em Lisboa.

Questionado sobre se a situação foi um ato de indisciplina das forças de segurança, José Luís Carneiro remeteu para a investigação, anunciada hoje: "O inquérito tem essa função: apurar os fatos e em função dos fatos, decidir sobre os mesmos. Classificá-los na sua natureza e depois proceder em relação a esses fatos. Vejo com bons olhos a decisão que foi tomada pela plataforma", que  junta sindicatos da PSP e associações da GNR e que esta quarta-feira a anunciou o adiamento do encontro nacional de polícias para depois das eleições legislativas, inicialmente marcado para 2 de março.

O ministro lembrou ainda que atualmente é "um tempo de apresentação de propostas" dos diferentes partidos políticos e que se deve criar o ambiente democrático "adequado".

Após uma concentração que juntou na Praça do Comércio cerca de 3.000 elementos da PSP e da GNR, muitos seguiram para o cineteatro Capitólio, onde decorreu o debate eleitoral entre os líderes do PS e do PSD, numa marcha espontânea que não foi autorizada.

Já esta quarta-feira, a IGAI declarou a abertura de um inquérito, pedindo à PSP e GNR para esclarecerem o que se passou na segunda-feira na concentração de polícias junto ao Capitólio, em Lisboa, durante o debate eleitoral entre os lideres da AD e PS.

Leia Também: "Indisciplina" nas polícias? Carneiro admite "procedimento disciplinar"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório