Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Festival leva música erudita a seis freguesias de Águeda

Seis freguesias de Águeda vão receber concertos de música clássica em março, no festival "Cadências", que pretende levar músicos profissionais ao público afastado dos principais centros urbanos, revelou hoje a produtora "Black Dress".

Festival leva música erudita a seis freguesias de Águeda
Notícias ao Minuto

23:48 - 12/02/24 por Lusa

Cultura Águeda

O Festival Cadências, produzido pela produtora da associação Substrato, "é uma aposta na descentralização cultural, ao levar músicos profissionais para atuarem em locais próximos das pessoas e afastados dos centros".

O duo de guitarras Davide Amaral e António Justiça atuam a 02 de março, pelas 21h00, na Junta de Freguesia de Aguada de Baixo e a 16 de março, também às 21 horas, no edifício da Junta de Freguesia de Travassô.

No dia seguinte, pelas 18h30, David Joseph (flauta) e Raquel Reis (violoncelo) atuam na Estalagem da Pateira de Fermentelos.

O Duo de Trompas, composto por Nuno Vaz e Telma Gomes, apresentam-se a 17 de março, às 18h00, no Clube Macinhatense, em Macinhata do Vouga.

O programa prossegue a 23 de março, pelas 21h00, com a dupla de Luís Oliveira (tuba) e Leandro Teixeira (percussão), na Junta de Freguesia de Belazaima do Chão.

O último concerto do festival Cadências junta David Bento (violino) e Dinis Meirinho (guitarra) a 24 de março, às 18h00, na Liga dos Amigos de Aguada de Cima.

Segundo, Leandra Morais, da Substrato, "o Cadências faz-se com músicos com ligações ao concelho de Águeda, criando junções artísticas únicas, especialmente para tocarem no festival".

"O objetivo é mostrar que a música erudita não é exclusiva das elites, nem dos grandes centros urbanos", reconhecendo que é preciso vencer "um afastamento entre as populações e este tipo de programação musical".

"Com a experiência da Black Dress, é possível criar novos caminhos de fruição cultural, mais motivos de encontros entre as pessoas e de promover o que há de bom nas localidades afastadas do centro" diz.

A Substrato contou com a direção artística da violetista Diana Antunes e com o apoio institucional da Direção-Geral das Artes, sendo a entrada livre em todos os concertos.

Leia Também: Festival de Sanremo criticado após artista pedir "fim do genocídio"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório