Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

Médicos do Centro ponderam recuperar projeto Aldeia do Médico em Coimbra

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) pondera recuperar o antigo projeto da Aldeia do Médico, idealizado há mais de uma década, mas que não avançou por limitações financeiras.

Médicos do Centro ponderam recuperar projeto Aldeia do Médico em Coimbra
Notícias ao Minuto

09:41 - 09/02/24 por Lusa

País Saúde

"Este projeto não está esquecido, mas não poderemos avançar sozinhos e estamos a trabalhar numa parceria com alguém do setor da hotelaria", adiantou à agência Lusa o presidente Manuel Teixeira Veríssimo, que pretende resgatar o projeto e introduzir-lhe algumas novidades.

A Aldeia do Médico, concebida pelo então presidente da SRCOM José Manuel Silva -- antigo bastonário e atual presidente da Câmara de Coimbra -- previa a construção de residências e de um centro de dia, destinados aos médicos de todo o país, numa quinta de cerca de 11 hectares na freguesia de Trouxemil, concelho de Coimbra.

Segundo Teixeira Veríssimo, que cumpre o primeiro ano de mandato na SRCOM, a intenção na altura era fazer uma aldeia para os "médicos mais velhos, mas o projeto acabou por ser um pouco abandonado por se entender que não tinha viabilidade financeira para ser concretizado, já que em 2012 estava orçado em 11 milhões de euros".

O dirigente entende que o projeto não se deve destinar só a médicos com mais idade, mas também a clínicos jovens, fazendo uma "verdadeira aldeia do médico".

"Este é um desafio que está ainda no ar, mais difícil de concretizar, mas mais ambicioso e compensador. A nossa ideia é recuperar projeto, mas temos de ter os pés bem assentes na terra", vincou.

No âmbito da sua atividade, a SRCOM prepara uma grande aposta na área da literacia em saúde e vai continuar empenhada na formação dos médicos.

Manuel Teixeira Veríssimo assumiu que pretende apostar muito na literacia, "no sentido de as pessoas entenderem a cuidar da sua saúde".

"Essa é uma intenção nossa", sublinhou o dirigente, considerando que é preciso apostar na informação para que as pessoas se vacinem, sobretudo contra a gripe e covid-19, cujos vírus são responsáveis pela grande afluência hospitalar no período de inverno.

A formação médica assume igualmente uma grande importância para a SRCOM, que pretende continuar a desenvolver ações formativas dentro e fora das suas instalações, sempre com a preocupação dos médicos "responderem melhor às exigências da população e evoluírem no seu conhecimento e na carreira".

A SRCOM criou 11 gabinetes de apoio ao conselho regional, um deles dedicado à formação, que "tem grande atividade", outro de apoio ao médico destinado a auxiliar clínicos em situação de stress e 'burnout", e outro dedicado ao envelhecimento saudável, que está a produzir dossiês de orientação e boas práticas.

"Estamos também a pensar em abrir o apoio ao médico virado para o médico mais velho, que, por vezes, tem necessidades", adiantou Teixeira Veríssimo, salientando que a Ordem dos Médicos já tem um fundo de solidariedade de apoio aos profissionais em dificuldade.

Além de estar pensada uma residencial para médicos, a SRCOM pretende criar um serviço de apoio ao domicílio para médicos necessitados, através da contratualização com uma empresa.

A investigação assume também papel de destaque na secção regional, que tem em funcionamento um gabinete dedicado, estando previsto este ano o lançamento de um prémio pecuniário neste setor, de cerca de 10 mil euros.

Por outro lado, a SRCOM prepara um investimento maior na área cultural, de forma a cativar médicos para a música e para a pintura, com possibilidade de ser criada uma orquestra e um ateliê de artes plásticas, que se juntariam ao já existente grupo coral.

Professor jubilado da Universidade de Coimbra, Manuel Teixeira Veríssimo, de 71 anos, foi médico de Medicina Interna e dirigiu o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro -- Hospital Rovisco Pais, na Tocha (Cantanhede), e o Hospital Distrital da Figueira da Foz.

Foi eleito em janeiro de 2023 presidente da SRCOM, em lista única, sucedendo no cargo ao atual bastonário, Carlos Cortes.

Leia Também: ULS Coimbra dá formação a médicos ucranianos em emergências obstétricas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório