Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 29º

Violência doméstica. Três mulheres morreram no último trimestre de 2023

Mais três mulheres morreram nos últimos três meses de 2023 vítimas de violência doméstica, elevando o total do ano para 22 homicídios neste contexto, segundo dados hoje divulgados, que revelam mais de 30.000 denúncias às polícias no ano passado.

Violência doméstica. Três mulheres morreram no último trimestre de 2023
Notícias ao Minuto

17:12 - 31/01/24 por Lusa

País Violência doméstica

De acordo com as estatísticas no Portal da Violência Doméstica, entre outubro e dezembro de 2023, "registaram-se três vítimas (mulheres) de homicídio voluntário em contexto de violência doméstica, sendo que no período homólogo de 2022 se registaram cinco vítimas (quatro mulheres e uma criança)".

"No ano de 2023 registaram-se 22 homicídios voluntários em contexto de violência doméstica (17 mulheres, duas crianças e três homens). Em 2022 ocorreram 28 homicídios (24 mulheres, quatro crianças)", refere a informação no Portal da Violência Doméstica, que lembra que os dados sobre homicídios voluntários e crimes cometidos em contexto de violência doméstica são recolhidos pelas polícias -- Polícia Judiciária, PSP e GNR -, pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, que coordena a Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica (RNAVVD).

Os dados estatísticas indicam que foram acolhidas no último trimestre pela RNAVVD 1.296 pessoas, das quais 50,8% mulheres, 47,5% crianças e 1,7% homens. Há uma redução face ao período homólogo, uma vez que no último trimestre de 2022 tinham sido acolhidas 1.441 pessoas.

"Registaram-se 6.973 ocorrências participadas à PSP ou à GNR, menos 17,41% que no semestre anterior e menos 2,19% que no período homólogo de 2022. Assinala-se que em 2023 foram participados 30.279 crimes de violência doméstica, menos 0,4% que no ano de 2022, em que se registaram 30.389 participações. Foram aplicadas 1.161 medidas de coação de afastamento a agressores pelo crime de violência doméstica e integradas 2.494 pessoas em programas para agressores", segundo a informação no Portal da Violência Doméstica.

As estatísticas revelam ainda que no último trimestre de 2023 foram transportadas 207 vítimas e 5.222 pessoas "foram abrangidas pela medida de proteção por teleassistência".

Leia Também: Homem de 33 anos detido por violência doméstica em Marvila

Recomendados para si

;
Campo obrigatório