Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 14º

"Não teria sobrevivido". Homem agradece a agentes da PSP que o salvaram

Sofreu "uma paragem cardiovascular fulminante".

"Não teria sobrevivido". Homem agradece a agentes da PSP que o salvaram
Notícias ao Minuto

13:19 - 10/12/23 por Notícias ao Minuto

País PSP

Um cidadão agradeceu a seis agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP), da 37ª Esquadra – Serafina, em Lisboa, que lhe salvaram a vida. 

No agradecimento, tornado público pela PSP através das redes sociais, o cidadão, identificado como C.F. , revela que "estava em casa" quando teve "uma paragem cardiovascular fulminante", o que levou a sua esposa a acionar, "de imediato", os meios de emergência médica, tendo comparecido primeiramente no local os agentes Vilas Boas, Ezequiel Martins, Hugo Rua e César Moura, que começaram a efetuar "manobras de reanimação". Além disso, "compareceu também o Sr. Chefe Cecília", que fez "uma descarga do DAE [Desfibrilador Automático Externo] que o mesmo possuía, intervalando com os agentes a reanimação".

O agradecimento destaca ainda o papel do subcomissário Neves que esteve no local a "coordenar a situação", dando "o apoio necessário" aos familiares presentes.

"Após 17 minutos compareceu a VMER do Hospital de Santa Maria, ficando os mesmos com o comando da ocorrência, onde estive a ser reanimado por mais de 25 minutos, entre choques do DAE (cerca de 12), bem como injeções de adrenalina (3)", contou. Após, dar, finalmente, "um sinal vital", foi de imediato transportado para o hospital.

O homem ficou "em coma", ligado a um aparelho ECMO (de Oxigenação por Membrana Extracorporal),  “durante quatro dias”, com uma "possibilidade de sobreviver muito diminuta" e “enorme" probabilidade de “ficar em estado vegetal”.

Acabou por acordar num Domingo de Páscoa, "sem qualquer tipo de mazelas físicas ou psicológicas".

"Neste momento encontro-me bem de saúde, apesar de ter várias consultas de rotina, onde a Sra. Doutora Doroteia realça sempre que, caso não fossem as manobras de reanimação efetuadas pelos agentes e chefe, não teria sobrevivido”, sublinha.

"Por isto, acho que deviam ser louvados todos estes intervenientes e ser público este elogio", diz, notando que os agentes "fizeram jus" à frase "ao serviço do cidadão", "tendo os mesmos salvado uma vida de um cidadão".

Leia Também: Detidos por vender certificados de habilitação falsos a candidatos à PSP

Recomendados para si

;
Campo obrigatório