Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 15º

Governo dos Açores admite medidas para apoiar famílias com deficientes

O presidente do Governo açoriano reconheceu hoje a necessidade de as famílias com pessoas deficientes serem apoiadas com um programa inovador, do género do "Novos Idosos", que permite que idosos continuem a viver em casa.

Governo dos Açores admite medidas para apoiar famílias com deficientes
Notícias ao Minuto

19:33 - 09/12/23 por Lusa

País Açores

"Nós temos uma dificuldade com pessoas e famílias que têm familiares que não estão na condição de idosos, mas possam ser pessoas com deficiência e que precisam de um apoio especial", disse hoje José Manuel Bolieiro.

O chefe do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM) falava aos jornalistas em Vila Franca do Campo, São Miguel, onde visitou uma idosa, no âmbito do programa "Novos Idosos".

"Temos que ter um olhar para as famílias que são muito sacrificadas quando têm no seu seio familiares com deficiência, que ainda não estão idosos, e os familiares, também pela sua avançada idade, já não têm as melhores condições físicas e até mesmo de capacitação técnica para prestar o apoio necessário e dignos a estas pessoas", justificou.

E admitiu: "Quero pensar que temos outras necessidades [na região] que precisam também de soluções criativas".

"Este é um Governo que não se 'deita à sombra' do que realizou, embora [o programa "Novos Idosos"] seja um caso bem-sucedido, [o executivo] está sempre à procura de conhecer necessidades e oportunidades de solução", rematou.

O programa "Novos Idosos", agora estendido ao concelho de Vila Franca do Campo, abrange 198 pessoas de cinco concelhos.

Segundo José Manuel Bolieiro, além do município de Vila Franca do Campo, o programa está a ser aplicado em Lagoa e Ponta Delgada (São Miguel), Praia da Vitória (Terceira) e Horta (Faial)

O programa piloto teve início na Praia da Vitória e em Ponta Delgada (os dois concelhos do arquipélago com a menor taxa de cobertura de respostas no âmbito das estruturas residenciais para idosos) e foi posteriormente alargado aos restantes municípios.

O "Novos Idosos" abrange 198 idosos, 185 cuidadores domiciliários e 18 técnicos superiores especializados que foram contratados pelas instituições particulares de solidariedade social e pelas misericórdias.

Segundo o Governo açoriano, no concelho de Vila Franca do Campo registaram-se 162 candidaturas para as 50 vagas disponíveis.

Neste município, a instituição de enquadramento que presta apoio é a Santa Casa da Misericórdia, que contratou quatro técnicos superiores especializados para a sua Equipa Técnica Local, com o apoio integral do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que financia o "Novos Idosos".

"Sempre tivemos esta convicção de que era um programa inovador e que seria bem-sucedido e com boa adesão", disse hoje Bolieiro, referindo que os testemunhos que tem recebido "são de enorme satisfação, de elogio à medida e também de expectativa da sua expansão".

O "Novos Idosos", financiado pelo PRR, visa implementar uma resposta de proximidade, que permita aos idosos continuarem a viver em casa e na comunidade, ao longo do tempo, com segurança e de forma independente, através da conceção e execução de um Plano Individual de Cuidados.

O programa passou a apoiar Virgínia Botelho D'Araújo, de 89 anos, residente em Vila Franca do Campo, que hoje foi visitada pelo presidente do Governo Regional.

A mulher, que reside em casa da filha, Sandra Medeiros, que é também a cuidadora domiciliária, valoriza a iniciativa governamental por lhe permitir ficar no domicílio em vez de ser colocada num lar: "Sinto-me aqui muito melhor".

"Sinto-me muito bem a cuidar da minha mãe e sei que ela está bem comigo e tem todos os cuidados e todo o amor. Ela tem de mim, e das minhas filhas, tudo aquilo de que precisa", disse Sandra Medeiros.

Leia Também: PSD/Açores aprova coligação com CDS-PP e PPM

Recomendados para si

;
Campo obrigatório