Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Grávida 'barrada' em Santarém? "Casos pontuais que correm menos bem"

As palavras são do ministro da Saúde, Manuel Pizarro, após ser confrontando sobre o caso da mulher grávida que foi 'barrada' nas urgências do Hospital Distrital de Santarém (HDS).

Grávida 'barrada' em Santarém? "Casos pontuais que correm menos bem"
Notícias ao Minuto

11:41 - 09/12/23 por Notícias ao Minuto

País Manuel Pizarro

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, afirmou, este sábado, após ser confrontado sobre o caso da mulher grávida que foi 'barrada' nas urgências do Hospital Distrital de Santarém (HDS) porque o Serviço de Urgência/Ginecologia e o Bloco de Partos se encontravam encerrados, que este é um dos "casos pontuais que correm menos bem".

"A verdade é que têm sido mesmo pontuais. Repito: não os desvalorizo ​​por isso, mas têm sido pontuais. Esse caso também nos permite avaliar que o funcionamento na rede dos serviços tem permitido dar resposta com qualidade e com segurança", frisou, em declarações aos jornalistas.

Manuel Pizarro revelou ainda o "incómodo, que é indesejável" e ambicionou que "as coisas possam melhorar progressivamente".

De recordar que, segundo o Hospital Distrital de Santarém (HDS), em declarações ao Notícias ao Minuto , "a grávida deslocou-se à Urgência do HDS através dos seus próprios meios". "Nestes casos, as orientações são que sejam realizadas ficha de entrega e feita avaliação por enfermeiro e médico do Serviço de Ginecologia/Obstetrícia que estão de urgência interna", refere ainda.

Após avaliação, "se for necessário, a grávida é transportada para a urgência com bloco de partos mais próximos, sempre acompanhados por um profissional de saúde do HDS", acrescentou.

Segundo a mesma fonte, "o acompanhante da grávida decidiu, sem consultar os profissionais do HDS, ligar para o 112". "Foi, por isso, acionada uma ambulância de socorro e a VMER, “que acompanharam a grávida para a Urgência do Hospital de Abrantes", deu conta ainda.

"O HDS tem conhecimento que a grávida chegou ao Hospital de Abrantes no início do trabalho de parto sem complicações", assegurou a entidade.

Em causa está a 'Operação Nascer em Segurança no SNS', que implica um modelo de funcionamento rotativo em vários serviços e urgências de unidades hospitalares da mesma área geográfica, até ao final de janeiro de 2024.

Através das redes sociais, o hospital deu conta de que os Serviços de Urgência de Ginecologia-Obstetrícia e Bloco de Partos serão encerrados nos dias 7, 8, 9, 10, 21, 22, 23, 24 de dezembro, e ainda nos dias 4 , 5, 6, 7, 18, 19, 20, 21 de janeiro.

Leia também: Grávida 'barrada' no Hospital de Santarém enfrenta encerramento de urgência

Recomendados para si

;
Campo obrigatório