Meteorologia

  • 04 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Governo dos Açores vai criar lista de espera única para as creches

O vice-presidente do Governo dos Açores anunciou hoje a criação da "lista de espera única" para as creches através da "centralização" das vagas, afirmando que a gratuidade daquelas instituições exige "compromissos e deveres".

Governo dos Açores vai criar lista de espera única para as creches
Notícias ao Minuto

21:04 - 14/09/23 por Lusa

País Creches

"Vamos instituir a lista de espera centralizada como existe para os idosos, ou seja, uma lista de espera única. As pessoas inscrevem-se nessa lista de espera e, quando tiverem vaga numa instituição, vão ocupar essa vaga. Se não ocuparem essa vaga, saem da lista de espera", revelou Artur Lima.

O número dois do Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM), que tutela a Solidariedade Social, falava à comunicação social após visitar o Lar das Criancinhas, na Horta, ilha do Faial.

Artur Lima realçou que a gratuidade das creches, uma "medida extraordinária deste governo" açoriano, provocou um "aumento na procura" das instituições, sendo necessário um "espírito de parceria" entre os poderes públicos, as creches e as famílias.

"As listas de espera são para quem precisa. Compreendo que os pais tenham preferência por determinada instituição, só que a creche gratuita também implica compromissos e deveres por parte de todos", vincou.

Do reforço de 444 vagas em creches para este ano letivo, um aumento anunciado em 07 de setembro, 44 vão ser na ilha do Faial, salientou o vice-presidente do Governo dos Açores.

Das 44 vagas a ser protocoladas no Faial, quatro vão ser destinadas à Casa Infância de Santo António, 12 ao Centro Comunitário do Divino Espírito Santo e 28 para o Lar das Criancinhas.

"É com agrado que anuncio que a ilha do Faial fica sem lista de espera. Há, obviamente, pais que preferem que o filho fique numa instituição e não vá para outra, e, portanto, podem querer que fique na lista de espera de uma instituição em vez de ir para outra. Isso vai acabar" com a lista de espera única, reforçou.

O centrista reconheceu que existe um problema devido à migração de profissionais das Instituições Particulares de Solidariedade Social para o setor público, mas destacou que existem ilhas com "falta de educadores de infância" e outras "com excesso" de educadores.

Em 07 de setembro, o Governo Regional dos Açores formalizou mais 444 vagas em creches para o novo ano letivo, num reforço de 3,6 milhões de euros, o que permitirá reduzir a lista de espera em 53%, segundo anunciou o vice-presidente do executivo.

De acordo com o responsável pela Solidariedade Social nos Açores, com este reforço, a região fica com 3.556 vagas gratuitas em creche, baixando o número de crianças em lista de espera de 831 para 387.

Leia Também: Açores com reforço de 444 vagas gratuitas em creches no novo ano letivo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório