Meteorologia

  • 18 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 33º

Reacendimento do incêndio em Odemira dado como dominado

O alerta para o reacendimento foi dado pelas 14h49 em Baiona, na freguesia de São Teotónio.

Reacendimento do incêndio em Odemira dado como dominado
Notícias ao Minuto

17:05 - 13/08/23 por Ema Gil Pires com Lusa

País Odemira

O reacendimento do incêndio em Odemira, que mobilizou para o terreno mais de cem operacionais e dezenas de viaturas na tarde deste domingo, já está em fase de resolução, segundo a informação que consta do site da Proteção Civil.

O alerta para o reacendimento foi dado pelas 14h49 em Baiona, na freguesia de São Teotónio, segundo informou o Comando Sub-regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo Litoral ao Notícias ao Minuto. Nesse momento, não havia indicação de povoações em risco.

Pelas 17h15, altura em que o fogo estava já em resolução, encontravam-se ainda no local 143 operacionais, acompanhados de 48 viaturas e um meio aéreo.

À Lusa, o Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo Litoral confirmou que o reacendimento foi já dominado e os meios no local estão agora a proceder ao arrefecimento das zonas quentes.

Segundo a mesma fonte, segue-se agora o trabalho de consolidação. "Os meios estão no local a fazer o arrefecimento de todos os pontos quentes e a tentarem fechar todo o perímetro com máquinas de rasto", acrescentou.

O fogo de hoje lavrou "entre a área ardida e a área não ardida" entre o dia 5, quando começou o incêndio, e quarta-feira, quando foi dado como dominado.

À agência Lusa, o presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, adiantou que o reacendimento ocorreu numa zona entre Delfeira e Relva Grande, na freguesia de São Teotónio.

Importa lembrar que este incêndio rural em Odemira deflagrou no dia 5 de agosto e acabou por ser dado como dominado pelas 10h15 de quarta-feira, mantendo-se deste então em vigilância. Porém, o reacendimento deste domingo obrigou as autoridades a alterar o estado da ocorrência.

As chamas deflagram inicialmente, tal como este domingo, na zona de Baiona, tendo chegado a entrar nos concelhos algarvios de Monchique e Aljezur. A área ardida ascendia já, segundo os balanços feitos pelas autoridades, a quase 8.500 hectares. 

O Governo anunciou já que vai disponibilizar um apoio financeiro aos agricultores, residentes nos referidos concelhos, que ficaram sem alimentação para os animais na sequência deste fogo.

[Notícia atualizada às 17h57]

Leia Também: Levantamento dos prejuízos em Odemira decorre até 12 de setembro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório