Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 24º

Grossistas de Tabaco alertam para aumento da contrafação e do contrabando

A Federação Portuguesa de Grossistas de Tabaco (FPGT) disse hoje, em comunicado, estar preocupada com o impacto da proibição da venda de tabaco nas máquinas automáticas e alerta para o aumento da contrafação e do contrabando.

Grossistas de Tabaco alertam para aumento da contrafação e do contrabando
Notícias ao Minuto

15:44 - 19/07/23 por Lusa

País Tabaco

"Com as restrições à venda de tabaco em cafés e restaurantes por parte de empresas legais, cria-se uma oportunidade para o crescimento do tráfico e da contrafação de tabaco", afirma Helena Lopes Pereira, presidente da FPGT, citada em comunicado.

Helena Lopes Pereira acrescenta que "além de uma inaceitável expressão da economia paralela e da criminalidade, o contrabando e venda de tabaco ilegal representam um sério risco para a saúde pública, uma vez que não existe qualquer fiabilidade em relação à sua origem, à natureza dos produtos colocados no tabaco contrafeito e à acomodação no processo de distribuição".

As empresas de distribuição e manutenção das máquinas de venda de tabaco reúnem-se na sexta-feira, dia 21, em Leiria.

A FPGT indica nos primeiros seis meses do ano foram apreendidos "milhões de cigarros contrabandeados, sem qualquer tipo de controlo ou de rastreabilidade dos produtos".

Para a FPGT, "este é um quadro que muito pode piorar com as alterações previstas na nova lei do tabaco em análise na Assembleia da República".

"A Federação considera que o novo quadro legal proposto com a nova lei do tabaco favorece a emergência de novas dinâmicas da economia paralela de distribuição e comercialização de tabaco contrafeito, em maço ou à unidade", considera.

Leia Também: Fisco moçambicano apreende contentores de tabaco por sonegação de imposto

Recomendados para si

;
Campo obrigatório