Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 16º

Grande operação do Fisco visa responsáveis da Altice

Em causa estão suspeitas de crimes como falsificação, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, avança a CNN Portugal.

Grande operação do Fisco visa responsáveis da Altice
Notícias ao Minuto

11:56 - 13/07/23 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Fraude

Decorre, na manhã desta quinta-feira, uma grande operação levada a cabo pela Autoridade Tributária e pelo procurador Rosário Teixeira, do DCIAP, que visa alguns dos mais altos responsáveis da Altice Portugal, avançou a CNN Portugal.

Em causa estão suspeitas de crimes como falsificação, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada. Na mira da investigação estarão alegadas irregularidades na simulação de negócios e a ocultação de proveitos na alienação de património milionário da antiga PT, principalmente no setor imobiliário.

Segundo a CNN Portugal, um dos negócios que levantou alarmes junto das autoridades foi a venda de quatro prédios em Lisboa, num valor total de cerca de 15 milhões de euros. Os compradores terão ligações a um meio empresarial montado em Braga, na Zona Franca da Madeira e no Dubai.

Com este suposto esquema, que envolve circulação de capitais e devolução dos mesmos aos vendedores, a Altice Internacional e o Estado português terão sido os principais lesados, sendo alegadamente omitida a tributação de vários milhões de euros.

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) confirmou, através de nota publicada no site, que "estão a ser realizadas várias dezenas de buscas domiciliárias e não domiciliárias em diversas zonas do país, designadamente em Lisboa".

Em causa, estão suspeitas de crimes de "corrupção no setor privado, fraude fiscal agravada, falsificação e branqueamento", numa investigação em que o MP conta com o apoio da AT e da PSP.

Altice confirma buscas

A Altice Portugal "confirma que foi uma das empresas objeto de buscas" no cumprimento de mandado do Ministério Público e que "encontra-se a prestar toda a colaboração" solicitada, disse hoje à Lusa fonte oficial.

"A Altice confirma que foi uma das empresas objeto de buscas pelas autoridades em cumprimento de mandado do Ministério Público no âmbito de processo de investigação em curso", afirmou a fonte, sem adiantar mais pormenores.

A dona da Meo "encontra-se a prestar toda a colaboração que lhe é solicitada. A Altice Portugal estará sempre disponível para quaisquer esclarecimentos", concluiu a mesma fonte.

[Notícia atualizada às 14h47]

Leia Também: Grande operação do Fisco visa responsáveis da Altice

Recomendados para si

;
Campo obrigatório