Meteorologia

  • 29 SETEMBRO 2023
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Costa reitera que "ninguém acionou o SIS" dentro do seu gabinete

O primeiro-ministro, António Costa, repetiu, esta quinta-feira, quando questionado pelos jornalistas sobre Mendonça Mendes ter ou não acionado o SIS, que "ninguém acionou o SIS".

Costa reitera que "ninguém acionou o SIS" dentro do seu gabinete
Notícias ao Minuto

14:38 - 01/06/23 por Notícias ao Minuto

País Costa

O primeiro-ministro, António Costa, repetiu, esta quinta-feira, quando questionado pelos jornalistas sobre Mendonça Mendes ter ou não acionado o Serviço de Informações de Segurança (SIS) no caso Galamba, que "ninguém acionou o SIS", em alusão ao seu gabinete.

"Eu, desde o dia 1 de maio à noite, em declarações à RTP, deixei muito claro que ninguém acionou o SIS, ninguém deu instruções ao SIS, ninguém deu orientações ao SIS, já toda a gente sabe a história", afincou Costa, à margem da segunda cimeira da Comunidade Política Europeia, em Bulboaca, na Moldova.

Referindo-se à chefe de gabinete do ministro das Infraestruturas, Eugénia Correia, "comunicou ao SIS como lhe competia sobre ter havido uma quebra de confiança em documentos classificados e o SIS agiu em conformidade".

Questionado sobre se foi necessário a ativação do SIS por parte do seu o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, António Mendonça Mendes, Costa responde: "Não sei porque querem fazer mistério de uma coisa que não tem mistério".

"Como o ministro das Infraestruturas disse e a própria chefe do gabinete confirmou, foi da sua própria iniciativa, que não foi resultado de sugestão do secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro. Isto é claríssimo", reforça.

Sobre a ação de Eugénia Correia repete também que "fez exatamente o que devia fazer quando há uma quebra de segurança sobre documentos classificados".

Recorde-se que o SIS interveio na recuperação de um computador levado do Ministério das Infraestruturas por Frederico Pinheiro, que tinha sido demitido nessa noite.

Este caso envolve denúncias contra o ex-adjunto de Galamba por violência física no ministério rejeitadas pelo próprio, que se queixa de ter sido sequestrado no edifício.

Após os incidentes de 26 de abril, surgiram publicamente versões contrárias entre elementos do gabinete do ministro e Frederico Pinheiro também sobre informações a prestar pelo Governo à Comissão Parlamentar de Inquérito à Tutela Política da Gestão da TAP.

Ao que o ministro das Infraestruturas, João Galamba, admitiu durante uma audição da comissão parlamentar de inquérito à TAP, Mendonça Mendes terá sido o responsável que indicou ao ministro das Infraestruturas que contactasse o SIS. Mendonça Mendes tem, no entanto, recusado comentar o assunto.

[Notícia atualizada às 15h00]

Leia Também: SIS? Marcelo confirma que falou "com o primeiro-ministro"

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;
Campo obrigatório