Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2023
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 19º

MNE destaca aumento dos resultados da internacionalização da economia

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, destacou hoje no parlamento os resultados da internacionalização da economia portuguesa em 2022, acima dos cem milhões de euros, mais 34 por cento que no ano anterior.

MNE destaca aumento dos resultados da internacionalização da economia
Notícias ao Minuto

18:07 - 30/05/23 por Lusa

País João Gomes Cravinho

"Hoje, já sabemos que, em 2022, as exportações de bens e serviços atingiram os 120 mil milhões de euros, ultrapassando, pela primeira vez, os 100 mil milhões de euros, representando um crescimento de cerca de 34% face a 2021. Assim, já em 2022, atingimos mais de 50% do peso das exportações no PIB, meta que tínhamos estabelecido apenas para 2027, afirmou o chefe da diplomacia portuguesa, numa audição na comissão parlamentar dos Negócios Estrangeiros.

Na sua intervenção inicial, o ministro assinalou que os ganhos de quota de mercado a nível internacional mostram que as empresas portuguesas estão mais competitivas.

"Isto é o resultado do esforço de investimento e de internacionalização dos nossos empresários e do apoio dado ao tecido empresarial por parte do Estado português, das políticas de melhoria das qualificações, de reforço dos incentivos à inovação, à captação de investimento e de apoio às empresas nos mercados externos", declarou, apontando que hoje mais de 125 projetos de investimento estão em acompanhamento, estimados em cerca de 17 mil milhões de euros e com um potencial de criação de mais de 34 mil novos postos de trabalho.

João Gomes Cravinho assinalou que estes resultados acontecem num "ano difícil", decorrente da guerra na Ucrânia e seus efeitos na inflação, taxas de juro elevadas, dificuldades no acesso a matérias-primas, economia frágil em vários países que são mercados das exportações portuguesas e algumas medidas protecionistas. "Mas a dinâmica da economia portuguesa dá-nos razões para otimismo", referiu.

O governante deixou também uma nota positiva em relação à cooperação, com "um aumento muito significativo de 2022 comparado com 2021", estimado em 17,5%.

"Temos uma nova estratégia de cooperação até 2030. Temos vários instrumentos em negociação com os países de quem somos mais próximos", afirmou, sublinhando as relações com Angola e Timor-Leste e novos instrumentos de cooperação triangular com os Estados Unidos e com a Coreia do Sul e em breve também com o Reino Unido.

Leia Também: Cravinho avisa que é preciso firmeza para enfrentar conflito longo

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;
Campo obrigatório