Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 24º

"Foi apresentada queixa". Ministra vítima da burla 'Olá, mãe/Olá, pai'

A governante apresentou queixa-crime junto das autoridades competentes.

"Foi apresentada queixa". Ministra vítima da burla 'Olá, mãe/Olá, pai'
Notícias ao Minuto

19:30 - 25/05/23 por Notícias ao Minuto

País Burla

A ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, foi uma das visadas no âmbito das burlas 'Olá, mãe/Olá, pai', que consiste em mensagens enviadas por criminosos, fazendo-se valer da proximidade do alegado familiar e do facto de os progenitores 'não olharem duas vezes' no momento de ajudar os filhos.

A notícia de que a governante tinha sido uma das pessoas que foram 'apanhadas' neste esquema foi avançada, esta quinta-feira, pela revista Visão e confirmada ao Notícias ao Minuto por fonte do gabinete da ministra.

"Confirmamos a situação de fraude e confirmamos que foi apresentada queixa crime junto das autoridades competentes", lê-se na nota enviada, que dá ainda conta de que outros assuntos - que o Notícias ao Minuto questionou, nomeadamente, quando aconteceu a situação - "pertencem à esfera privada".

A publicação que avançou a notícia refere ainda que Maria do Céu Antunes terá recebido uma destas mensagens, e, perante o pedido, enviado dinheiro.

Mas a ministra não foi, de acordo com a revista, a única visada neste tipo de esquema, já que o ex-presidente do Tribunal Constitucional, João Caupers, também terá confirmado à Visão que esteve na mira dos burlões. O Notícias ao Minuto tentou contactar o responsável por e-mail, mas, até momento, não obteve resposta.

De lembrar que a Polícia de Segurança Pública (PSP), nos últimos quatro anos, recebeu mais de 36 mil queixas de burla informática e nas comunicações, tendo este tipo de crime aumentado 20% em 2022, ano em que se destacou a fraude 'Olá pai, olá mãe'.

Perante esta burla a mensagem é enviada de um número de contacto identificável, apresentando-se como sendo o filho e geralmente é usado como abordagem que o telemóvel do filho avariou, ou que se perdeu, e que o contacto telefónico utilizado será o seu único contacto até reparação ou aquisição de novo equipamento. A situação já levou a PSP a alertar os civis para como se deve agir nestes casos.

O que fazer se receber uma mensagem semelhante?

De acordo com a PSP, há medidas que podem ser tomadas quando se está perante este esquema:

  • Se receber alguma mensagem de um número desconhecido a dizer ser o seu filho(a), confirme sempre antes de enviar (através de uma chamada, ou uma mensagem com pergunta/resposta combinada previamente com o seu filho(a)… etc)";
  • "Caso seja alvo deste tipo de burla, denuncie, mesmo que se trate de uma tentativa".

Segundo as autoridades, as ocorrências sinalizadas no âmbito desta burla registam-se por todo o país, com especial incidência nas zonas urbanas de maior densidade populacional, podendo as mensagens escritas manter-se durante horas e a chamada não é atendida quando a vítima tenta um contacto através de voz.

A PSP alerta as vítimas para que façam sempre uma chamada de voz, sendo "a primeira e mais rápida forma de prevenção e de despiste de que poderá estar a ser alvo de uma tentativa de burla", para que liguem para o número original dos filhos e reportem a situação de imediato à polícia.

Leia Também: Quatro pessoas acusadas de burla com vendas de telemóveis "topo de gama"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório