Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 25º

A acompanhar o caso, Marcelo condena "ato criminoso no Centro Ismaili"

O Presidente da República apresentou ao representante do Imamat Ismaili em Lisboa, Nazim Ahmad, sinceros pêsames pelo ocorrido.

A acompanhar o caso, Marcelo condena "ato criminoso no Centro Ismaili"

O Presidente da República condenou, esta terça-feira, o "ato criminoso no Centro Ismaili", em Lisboa, que resultou em dois mortos e dois feridos graves.

Numa nota publicada no site da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa esclarece que apresentou ao representante do Imamat Ismaili em Lisboa, Nazim Ahmad, "sinceros pêsames pelo ato criminoso ocorrido esta amanhã no Centro Ismaili de Lisboa, solicitando que os transmitisse também ao Príncipe Aga Kahn e às famílias das vítimas".

O Presidente da República adianta que "tem acompanhado permanentemente a situação, em contacto com o Governo" e sublinha "o facto de estarem a decorrer as investigações destinadas a apurar o sucedido".

Por outro, "tal como declarado pelo Primeiro-Ministro", o chefe de Estado reforça que "as primeiras indicações apontam para um ato isolado".

Na sequência do ataque, foi detido um suspeito, de acordo com fonte oficial da PSP, que avançou também que a situação está atualmente controlada.

No local, estava cerca das 12:20 um forte dispositivo de segurança, com agentes de várias unidades, estando o trânsito na Avenida Lusíada a fazer-se apenas numa via no sentido Hospital de Santa Maria - Benfica.

A Polícia Judiciária já se encontra também no local, constatou a Lusa.

[Notícia atualizada às 13h15]

Leia Também: AO MINUTO: 2 mortos e 2 feridos graves; "Prematuro fazer interpretação"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório