Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 24º

Jesuítas recolhem propostas para iniciativas no período da JMJ

Os jesuítas portugueses estão a preparar um programa para a participação na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que passa por 'workshops', conferências, exposições e espetáculos a decorrerem em vários espaços de Lisboa, informou a Companhia de Jesus.

Jesuítas recolhem propostas para iniciativas no período da JMJ
Notícias ao Minuto

10:46 - 06/02/23 por Lusa

País Jornada Mundial da Juventude

Para a definição deste programa, a Companhia de Jesus está a receber propostas até ao final de março, tendo em conta que a JMJ "será uma grande oportunidade para mostrar uma Igreja alegre, de confiança, que quer ajudar os jovens a construir um futuro cheio de esperança".

"A Companhia de Jesus está empenhada em contribuir para esta missão, por isso está a organizar alguns momentos e eventos que permitam proporcionar a todos os peregrinos momentos de comunhão, aprofundamento da fé e convívio", sublinham os jesuítas em nota no seu portal Ponto SJ.

O que está para já previsto é que, "durante alguns dias do MAGIS (pré-jornada que acontecerá de 22 a 31 de julho e é dirigida aos jovens ligados à Companhia de Jesus de todo o mundo que vêm a Portugal para participar na JMJ) e durante os primeiros dias da Jornada (de 01 a 04 de agosto) haverá espaços destinados a 'workshops', conferências, exposições e espetáculos".

"Estes eventos acontecerão na Villa MAGIS (nos dias 23 e 30 de julho) e serão incluídos no Festival da Juventude (programa oficial da JMJ) e, por isso, não coincidirão com as celebrações centrais da JMJ, nem com as suas catequeses oficiais", esclarece a Companhia de Jesus, acrescentando que estes momentos "são abertos a todos os peregrinos e decorrerão no centro da cidade de Lisboa".

Segundo a informação já disponibilizada pela Companhia de Jesus, esta terá o seu espaço durante a JMJ no "Largo Trindade Coelho, uma praça situada no centro histórico da cidade, à qual será dado o nome de Largo da Misericórdia".

"Este largo é um lugar muito marcante na história dos jesuítas em Portugal, pois é lá que se situa a antiga casa professa da Companhia em Lisboa, a Igreja de São Roque e o Centro Brotéria. Uns metros mais abaixo, em direção ao rio Tejo, situa-se a Paróquia da Encarnação, confiada à Companhia de Jesus", sublinham.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto deste ano, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que será encerrada pelo Papa, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJLisboa2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Angelus. Este gesto marcou a abertura mundial das inscrições para o encontro mundial de jovens com o Papa.

Leia Também: Donativos à JMJ com acordo de confidencialidade? "Falta de transparência"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório