Meteorologia

  • 03 JUNHO 2023
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 27º

"Há o risco de os doentes ficarem sem o medicamento que foi prescrito"

O Bastonário dos Farmacêuticos, Hélder Mota Filipe, em declarações à CNN Portugal na quarta-feira, admitiu que a produção de medicamentos é cada vez mais cara e isso está a aumentar a escassez de fármacos.

"Há o risco de os doentes ficarem sem o medicamento que foi prescrito"
Notícias ao Minuto

14:02 - 02/02/23 por Inês Frade Freire

País Hélder Mota Filipe

O Bastonário dos Farmacêuticos, Hélder Mota Filipe, admitiu, na quarta-feira, numa entrevista à CNN Portugal, que, neste momento, há risco de os portugueses não terem os fármacos para tratar as doenças devido à escassez de medicamentos. "Pode haver esse risco e não vale a pena acharmos que não", começou por dizer. 

Na perspetiva de Hélder Mota Filipe, "há o risco de os doentes ficarem sem aquele medicamento que lhes foi prescrito", por ser "cada vez mais caro produzir e transportar medicamentos", uma vez que "os preços a que são vendidos em Portugal podem não compensar este aumento de custo na produção".

"Isto faz com que os fabricantes retirem os medicamentos do mercado", apontou o bastonário.

Mota Filipe recorda que a Ordem dos Farmacêuticos já tinha alertado para a "situação de dificuldade de manutenção de medicamentos no mercado por aumento do custo de produção" e que "é importante termos a noção de que tem vindo a faltar cada vez mais".

"E esse é um aspeto que tem de ser identificado", rematou.

Leia Também: Farmacêuticos reuniram-se com Ministério. "Absoluta desilusão"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório