Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 15º

Visita de Marcelo aos EUA segue para a Universidade de Stanford

O Presidente da República passou o domingo na região agrícola do Vale de São Joaquim, um dos centros da emigração portuguesa na Califórnia, e visita hoje a Universidade de Stanford e encontra-se com empresários em São Francisco.

Visita de Marcelo aos EUA segue para a Universidade de Stanford

Marcelo Rebelo de Sousa, que está desde sábado na Costa Oeste dos Estados Unidos da América para contactar com as comunidades emigrantes e lusodescendentes, admitiu vir a ensinar na Califórnia por algum tempo quando terminar o mandato e revelou que, entretanto, já recebeu um convite para dar aulas de direito público, sem especificar onde.

Hoje, na Universidade de Stanford, às 14h00 locais (22h00 em Portugal continental), o chefe de Estado irá falar num seminário sobre "Soluções para um futuro sustentável em Portugal e na Califórnia" - que têm semelhanças geográficas e climáticas, com praias, vinhas, temperaturas amenas, mas também situações prolongadas de seca e incêndios florestais de grandes dimensões.

Depois, pelas 18h30 (2h30 de terça-feira em Portugal), terá um encontro em São Francisco com portugueses que criaram empresas na Califórnia, o estado mais populoso e mais rico dos Estados Unidos, onde se encontra o polo empresarial tecnológico de Silicon Valley e também a indústria cinematográfica de Hollywood.

No domingo, Marcelo Rebelo de Sousa jantou no Vale de São Joaquim com luso-americanos que ocupam cargos políticos na Califórnia, em casa de um dos maiores produtores mundiais de batata-doce, Manuel Eduardo Vieira, condecorado em 2011 pelo Presidente Aníbal Cavaco Silva com o grau de comendador da Ordem do Mérito.

Também estiveram neste jantar os dois congressistas federais luso-americanos eleitos pelo estado Califórnia: Jim Costa, do Partido Democrata, e David Valadao, do Partido Republicano, ambos com origens na ilha Terceira.

Ambos consideraram significativa a presença de Marcelo Rebelo de Sousa nesta região agrícola, de onde são naturais, e onde nunca tinha estado um Presidente português.

"Acreditamos que há mais de 700 mil luso-americanos na Califórnia, penso que a maioria vive aqui no nosso Vale de São Joaquim", declarou Jim Costa aos jornalistas, em inglês, assinalando a importância da Califórnia na produção de laticínios, frutas e legumes.

"Muito obrigado ao Presidente de Portugal. Esta visita para todos nós é tão importante. Gostava de falar melhor português", acrescentou o congressista democrata.

David Valadao, em português, contou que mantém a ligação à família na ilha Terceira e congratulou-se por Marcelo Rebelo de Sousa "passar nas partes diferentes da Califórnia".

O anfitrião deste jantar, Manuel Eduardo Vieira, nascido na ilha do Pico, chegou à Califórnia em 1972, depois de dez anos emigrado no Brasil, e acabou por comprar uma pequena empresa de batata-doce ao seu tio.

"Com a graça de Deus, construímos um império. Hoje somos considerados o maior produtor de batata-doce biológica do mundo e, dizem, um dos maiores, se não o maior, exportador também de produto convencional para toda a América do Norte", afirmou o empresário.

"Vendemos atualmente 100 milhões de quilos de batata-doce", referiu.

Marcelo Rebelo de Sousa ficará até quarta-feira na Califórnia, o estado norte-americano com maior número de cidadãos de origem portuguesa.

A emigração portuguesa para a Costa Oeste norte-americana remonta ao século XIX e é maioritariamente oriunda dos Açores.

Em 1989, Mário Soares visitou San Diego, Los Angeles e a Área da Baía de São Francisco, que inclui a cidade de São José. Aníbal Cavaco Silva visitou a Califórnia 22 anos depois, em 2011, mas esteve apenas São José e São Francisco.

Leia Também: Marcelo recebe ukulele em São José e manifesta intenção de visitar Havai

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório