Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 24º

Criação de carreira de técnico auxiliar de saúde "está prevista" no OE

O primeiro-ministro, António Costa, assegurou hoje, em resposta ao PAN, que a criação de carreira de técnico auxiliar de saúde "está prevista" no Orçamento do Estado para 2022, recentemente aprovado.

Criação de carreira de técnico auxiliar de saúde "está prevista" no OE
Notícias ao Minuto

17:20 - 22/06/22 por Lusa

País SNS

No primeiro debate sobre política geral da legislatura, a deputada única do PAN, Inês Sousa Real, centrou a sua intervenção na área da saúde, à semelhança das bancadas que a antecederam.

"O primeiro-ministro já reconheceu que há um problema estrutural e que temos de fixar os profissionais do SNS. Vai ou não aumentar os salários para a valorização destes profissionais e reconhecer a carreira dos técnicos auxiliares de saúde?", questionou.

A deputada e porta-voz do PAN alertou que, se tal não for feito, os concursos abertos para o SNS continuarão a ficar desertos.

"Vamos continuar a adiar a solução para estas carreiras e para o SNS? Para quando, ou é como as obras de Santa Engrácia?", disse.

Na resposta, António Costa remeteu a questão salarial para as negociações em curso entre o Ministério da Saúde e os sindicatos do setor, recordando que ainda hoje haverá nova reunião.

"A carreira de técnico auxiliar de saúde está prevista no Orçamento do Estado recentemente aprovado e para a qual o PAN contribuiu", disse.

Inês Sousa Real fez questão de secundar as críticas lançadas anteriormente pelo líder da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, sobre a forma como o primeiro-ministro escolheu hoje gerir o seu tempo de resposta às bancadas (guardando largos minutos para fazer uma intervenção final, já sem réplica) e que também estendeu ao deputado e presidente do Chega, André Ventura.

"Temos de garantir que não só temos debates, sejam eles quinzenais ou noutros modelos, mas também debater com dignidade", disse a deputada.

Na resposta, António Costa considerou que "o modelo dos debates não tem a ver com sua periodicidade, tem a ver com o estilo como o debate é formado, isso condiciona o seu exercício", dizendo estar disponível para dar a sua opinião sobre essa matéria, se for questionado, numa altura em que existem projetos-lei de várias bancadas para alterar o formato destas discussões.

Leia Também: IL acusa Governo de deixar país "parado e à espera"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório