Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Cerca de 200 alunos protestam contra degradação de escola em Portalegre

Cerca de 200 alunos da Escola Secundária de São Lourenço, em Portalegre, concentraram-se hoje nas escadarias daquele estabelecimento de ensino em protesto contra a degradação do edifício e para defender a segurança da comunidade escolar.

Cerca de 200 alunos protestam contra degradação de escola em Portalegre

Munidos de cartazes e faixas com reivindicações como "Condições já!", "Obras já!" ou "Fim ao frio", os alunos juntaram-se, durante cerca de 10 minutos, no protesto, convocado pela associação de estudantes daquela escola (AE-ESSL).

De megafone em punho, o presidente da AE-ESSL, João Vicente Portalete, dirigiu-se aos estudantes para defender obras no estabelecimento de ensino, onde existem "portas de emergência estragadas" e os alunos "passam frio".

"Existem casos de humidade e infiltrações" de água nas salas de aula e corredores e "falta água quente" nos balneários femininos, afirmou.

Além do protesto às 10:00, AE-ESSL tinha também marcada uma greve para hoje, mas, segundo Vicente Portalete, parte dos alunos optou por não faltar às aulas porque não conseguiriam justificar as faltas.

No entanto, o estudante manifestou-se satisfeito com a adesão ao protesto, esperando que a Parque Escolar avance com obras na escola.

"Lançámos este protesto" e "uma petição pública que já conta com 900 assinaturas" e a Parque Escolar já se "comprometeu a, até ao final do ano letivo, realizar as obras na escola", disse.

Questionado pelos jornalistas sobre os motivos que, então, levaram a não desconvocar o protesto, João Vicente Portalete alegou que os alunos, nesta altura, "estão fartos de promessas".

"Há já alguns anos" que os estudantes reivindicam obras e a direção do estabelecimento de ensino também tem feito "um excelente trabalho" ao denunciar o estado em que o edifício se encontra.

Fonte da direção desta escola de Portalegre indicou à agência Lusa, na segunda-feira, que têm sido efetuados contactos com a Parque Escolar no sentido da resolução dos problemas.

A mesma fonte indicou que, já esta semana, decorreu uma reunião com várias entidades, existindo, nesta altura, por parte da Parque Escolar, um "comprometimento" para uma "resolução célere" do problema.

Leia Também: Santarém, Portalegre e Évora sob aviso amarelo devido à chuva

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório