Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Autarca de Coimbra empenhado em ter Baixa mais segura e atrativa

O presidente do município de Coimbra mostrou-se empenhado em contribuir para resolver o problema de insegurança que se vive na Baixa da cidade e garantiu mais limpeza e uma "via verde" nos processos de investimento para aquela zona.

Autarca de Coimbra empenhado em ter Baixa mais segura e atrativa

Numa reunião com comerciantes na terça-feira à noite, promovida pela Agência de Promoção da Baixa de Coimbra, que durou mais de duas horas e meia, José Manuel Silva revelou ter já agendada uma reunião com o comando da PSP e assumiu ainda a intenção de desconcentrar algumas das instituições sociais que operam naquela área da cidade.

"Estamos a trabalhar, em conjunto, para progressivamente resolver os problemas sociais, de segurança, e para trazer mais pessoas e para facilitar o investimento privado, que é essencial e queremos estimular", disse o autarca aos jornalistas.

José Manuel Silva considera que se a Câmara "conseguir atuar, e estamos a conseguir, nestas quatro vertentes, rapidamente se começará a sentir a diferença, que não é da noite para o dia, mas estamos todos empenhados porque é um desígnio do município mudar rapidamente o perfil social da Baixa com todos os seus problemas associados".

"Se instalarmos aqui uma residência e uma sala de estudo aberta 24 horas para estudantes isso contribuirá rapidamente para mudar o perfil da Baixa", perspetiva o presidente da autarquia conimbricense, salientando que "repensar socialmente a Baixa é absolutamente fundamental para mudar as circunstâncias atuais e responder aos anseios da população e dos comerciantes".

Para o autarca, a Baixa "tem um potencial fantástico, com características únicas, incomparável a qualquer outra zona da cidade, que se estivesse em qualquer outra zona europeia estaria esfusiante de vida".

Durante a reunião, as cerca de seis dezenas de comerciantes presentes traçaram um cenário negro daquela zona da cidade, apontando a insegurança, o consumo de droga, a falta de estacionamento, de limpeza, de transportes públicos e de iluminação como os principais problemas.

Depois de ouvir atentamente o diagnóstico dos operadores e algumas soluções, o presidente do município garantiu que, no âmbito de um "Plano Marshall em curso", a Câmara vai regular o estacionamento, melhorar os transportes públicos, dar vida às praças, efetuar limpezas mais frequentes e embelezar os espaços para aumentar a atratividade de pessoas.

O autarca sugeriu ainda que o comércio possa estar aberto ao domingo para que aquela zona possa ser pensada como "um centro comercial a céu aberto" e manifestou ainda intenção de promover o património cultural junto dos turistas, com a abertura ao público de colégios e igrejas na zona classificada como Património Mundial.

"Desenhámos uma linha de rumo e estamos a percorrê-la", frisou José Manuel Silva, que prevê nova vida para a Baixa de Coimbra quando entrar em funcionamento o sistema de metrobus na cidade, previsto para 2024, que vai atravessar aquela zona e potenciar a ligação ao rio Mondego.

Leia Também: Cinco detidos por tráfico de droga na baixa de Coimbra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório