Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Adiado aumento de contribuições para Previdência dos advogados

O Conselho Geral da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS) adiou hoje a decisão sobre o aumento das contribuições para 2022, ficando a discussão do tema, que é polémico na classe, marcada para o próximo dia 20.

Adiado aumento de contribuições para Previdência dos advogados
Notícias ao Minuto

19:34 - 03/12/21 por Lusa

País Advogados

Segundo adiantou a Ordem dos Advogados (OA), em causa estava a decisão sobre a fixação do fator de correção para 2022 - aumento da contribuição para o próximo ano - no valor de 6,63 euros mensais, o que faria subir para 258,01 a quantia a suportar mensalmente pelos advogados e solicitadores. Atualmente, esse valor mensal é de 251 euros.

Segundo a OA, o bastonário Luís Menezes Leitão, que preside ao Conselho Geral da CPAS, reiterou estar manifestamente contra o aumento das contribuições, à semelhança do que acontece com a maioria dos membros do Conselho Geral, não tendo sido tomada hoje qualquer decisão, optando-se por remeter a apreciação do assunto para nova reunião do Conselho Geral da CPAS, em 20 de dezembro.

Na reunião - referiu a fonte - estiveram presentes pela Direção da CPAS - autora da proposta de aumento das contribuições - dois dos seus cinco elementos.

A Direção da CPAS é presidida por Carlos de Pinto Abreu, que esteve hoje ausente da reunião.

A CPAS tem mais de 35 mil beneficiários entre advogados e solicitadores.

Leia Também: Governo aprovou medidas restritivas sem "previsão na Constituição"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Campo obrigatório