Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Vacinação de pessoas com mais de 50 anos inoculadas com J&J começa dia 5

A Direção-Geral da Saúde (DGS) apela a que os utentes respeitem a informação dos SMS com agendamento da vacina.

Vacinação de pessoas com mais de 50 anos inoculadas com J&J começa dia 5

Perante a concentração dos Centros de Vacinação Covid-19 de Lisboa, a Direção-Geral da Saúde (DGS) relembra que foi feito o reagendamento dos utentes dos centros entretanto encerrados.

O reagendamento foi feito através do número 2424, ao que o organismo apela a que os utentes respeitem a informação dos SMS.

“Pede-se aos utentes que respeitem apenas a informação constante nas SMS com agendamento para a FIL-Pavilhão 4 (EXPO - Parque das Nações), Av. Boa Esperança, 40101B, 1990-305 Lisboa”, lê-se num comunicado ao qual o Notícias ao Minuto teve acesso.

Além disso, a DGS informa ainda que a vacinação das pessoas com mais de 50 anos que foram vacinadas com a toma única da Janssen começará no domingo, dia 5 de dezembro”, prolongando-se no feriado de dia 8, assim como nos domingos seguintes, 12 e 19 de dezembro.

Nesse sentido, os utentes “serão convocados por SMS, devendo aguardar essa convocatória”. Caso não sejam contactados para dia 5 de dezembro, devem, assim, “aguardar a convocatória para os outros dias de vacinação”.

A 5 de dezembro mantém-se o regime ‘Casa Aberta’, apenas para utentes com idade igual ou superior a 75 anos.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) pediu hoje desculpa aos utentes de Lisboa que viram adiados os agendamentos de vacinação contra a Covid-19, indicando que "não serão mais de 2.500 pessoas".

"Pedimos desculpa. De vez em quando, este é um processo complexo, difícil, envolve milhares e milhares, centenas de milhares de pessoas, tem agendamentos centrais, tem agendamentos locais, enfim, nem sempre as coisas poderão correr bem, pedimos desculpa por isso", afirmou o presidente da ARSLVT, Luís Pisco, referindo-se ao adiamento de agendamentos devido ao encerramento de três centros de vacinação em Lisboa.

Acompanhado do presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas (PSD), o responsável da ARSLVT assegurou ainda que "não há qualquer dificuldade em vacinar essas pessoas nos próximos dias" e realçou que o novo espaço "tem o dobro da capacidade que estava instalada em Lisboa", permitindo aumentar de três mil pessoas vacinadas por dia para seis mil ou ir até às nove mil.

De visita ao novo centro de vacinação no pavilhão 4 da FIL, o autarca de Lisboa realçou que o novo espaço "é o único no país que conseguirá duplicar" a capacidade de vacinação, "num conforto completamente diferente daquele que era o existente, até porque vem aí o Inverno".

Leia Também: "A Câmara está aqui para ajudar, não somos nós que definimos as vacinas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório