Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Luta legal pela "utente Covid-19 com as sequelas mais graves do mundo"

Hospital quer desligar as máquinas, mas os familiares não deixam. Batalha judicial termina hoje.

Luta legal pela "utente Covid-19 com as sequelas mais graves do mundo"

A família de uma mulher britânica de 50 anos, que ficou com danos cerebrais e paralisada do pescoço para baixo devido à Covid-19, vai conhecer hoje o resultado da luta legal que disputa com o hospital desde o início do ano.

De acordo com o The Guardian, os familiares querem manter a “avó” ligada às máquinas, dar-lhe “mais tempo para recuperar”. Contudo, os responsáveis pelo caso, do Hospital Addenbrooke, de Cambridge, no Reino Unido, garantem que esta “tem o direito a morrer” e que estão perante “a paciente Covid-19 com sequelas mais graves do mundo”.

Numa primeira instância, o juiz decidiu que o suporte de vida devia ser desligado. Contudo, a família contestou a decisão e interpôs um recurso.

A decisão do Tribunal de Recurso será hoje conhecida.

Leia Também: AO MINUTO: Governo anuncia medidas hoje; Nova variante preocupa peritos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório