Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Governo autoriza contratação dos profissionais para reforço da vacinação

O Governo vai autorizar a contratação de todos os profissionais que venham a ser necessários com o reforço da vacinação contra a Covid-19, avançou hoje o secretário de Estado Adjunto e da Educação.

Governo autoriza contratação dos profissionais para reforço da vacinação
Notícias ao Minuto

20:05 - 24/11/21 por Lusa

País Covid-19

"Vão ser dadas indicações, através de norma, para que se possam contratar todos os recursos humanos, quer médicos, enfermeiros, assistentes técnicos, assistentes operacionais, os que são necessários nos centros de vacinação", afirmou António Lacerda Sales em conferência de imprensa.

O reforço da vacinação em Portugal vai ser acelerado até ao final do ano, estando previsto que em janeiro tenham já sido vacinadas 2,5 milhões de pessoas, incluindo os maiores da 50 anos que tenham recebido a 1.ª dose da vacina da Jassen.

Para responder a este processo, o Governo vai acelerar a contratação de profissionais para assistir à vacinação, conforme as necessidades, mas o secretário de Estado recordou que "nenhum dos recursos humanos que esteve no anterior processo de vacinação foi dispensado".

Na mesma conferência de imprensa, o coronel Carlos Penha Gonçalves, que está à frente do núcleo de coordenação da vacinação em curso, sublinhou a importância do trabalho de cooperação com as autarquias locais para assegurar que o processo corre bem.

"O plano mudou, os objetivos mudaram e nós temos de ajustar o plano reforçando a estrutura, é isso que estamos a fazer. E Está a correr bem", afirmou, manifestando-se confiante com a capacidade para acelerar a vacinação.

Sobre o mesmo tema, António Lacerda Sales acrescentou que muitas das estruturas que funcionam durante o primeiro processo de vacinação, designadamente os centros de vacinação, podem agora ser reativadas, reforçando que isso acontecerá sempre "de acordo com as necessidades".

"Estamos pressionados pelo Natal, queremos antes dessa época vacinar o maior número possível de pessoas elegíveis", apontou, manifestando-se igualmente otimista, tendo em conta o número de pessoas já vacinadas com a dose de reforço, que ultrapassa as 850 mil.

Até dezembro, serão vacinadas as 1,5 milhões de pessoas que já estavam previstas com o reforço das respetivas vacinas. Além dessas, nos dias 05, 08, 12 e 19 dezembro os centros de vacinação vão estar abertos para as pessoas com mais de 50 anos a quem foi administrada a vacina da Janssen, em que se incluem mais de 250 mil pessoas.

Os restantes serão progressivamente agendados por faixa etária até janeiro, quando o Governo prevê ter 2,5 milhões de pessoas vacinadas.

A covid-19 provocou pelo menos 5.165.289 mortes em todo o mundo, entre mais de 258,29 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.370 pessoas e foram contabilizados 1.130.370 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Leia Também: AO MINUTO: Vêm aí medidas de reforço; 53% usa sempre máscara no interior

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório