Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

Painéis de azulejos de Jorge Colaço em exposição no Alentejo

A obra do pintor e ceramista Jorge Rey Colaço vai estar exposta em Évora e em Vila Viçosa, sendo também lançado um roteiro sobre os painéis de azulejo do artista na região, foi hoje divulgado.

Painéis de azulejos de Jorge Colaço em exposição no Alentejo

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) revelou que a exposição intitulada "Jorge Colaço e a Azulejaria Figurativa do seu Tempo" vai ser inaugurada em Évora, na sexta-feira, e em Vila Viçosa, no sábado.

Trata-se de uma mostra, patente até 22 de abril do próximo ano, organizada pela DRCAlentejo, Museu-Biblioteca da Fundação Casa de Bragança e Direção-Geral do Património Cultural - Museu Nacional do Azulejo.

O objetivo passa por "chamar a atenção para a importância da obra de Jorge Rey Colaço, figura marcante no panorama artístico português nas primeiras quatro décadas do século XX", disse a direção regional.

Fonte da DRCAlentejo explicou à agência Lusa que a exposição, que vai mostrar painéis de azulejo do artista pertencentes ao Museu Nacional do Azulejo e espólio documental, vai estar dividida em dois polos, um na Casa de Burgos, em Évora, e o outro no Paço Ducal de Vila Viçosa.

Na inauguração da exposição em Évora, às 17:00 de sexta-feira, vai ser lançado um roteiro, "em papel", com as obras conhecidas de Jorge Colaço na região do Alentejo, sendo o mesmo igualmente apresentado em Vila Viçosa, no dia seguinte, às 16:00, indicou a mesma fonte.

A organização pretende "dar a conhecer, a um público mais alargado, a obra que o artista realizou para o Alentejo e contribuir para a sua valorização e preservação", justificou a DRCAlentejo.

Tendo "Portugal" como lema de base da sua obra, Jorge Colaço desenvolveu temáticas diversificadas, desde cenas históricas, cenas de caráter militar, cenas etnográficas (rurais e piscatórias), entre outras.

O artista "realizou mais de 1.000 painéis de azulejos em Portugal continental e insular, bem como para outros países, como Espanha, Inglaterra, Suíça, Brasil, Argentina, Cuba" e também para Goa, destacaram as entidades promotoras da mostra.

No Alentejo, "os trabalhos mais conhecidos do artista são painéis realizados para algumas estações ferroviárias da região", segundo a direção regional.

Mas há outros que "são de assinalar", como os painéis criados para o Palácio das Passagens - Escola Prática de Artilharia de Vendas Novas, para o Mercado Municipal de Almodôvar ou ainda para a Capela do Recolhimento Ramalho Barahona, em Évora.

Nascido em Tânger, a 26 de fevereiro de 1868, e falecido a 23 de agosto de 1942, no Alto do Lagoal, em Caxias, Jorge Rey Colaço estudou pintura em Madrid e Paris.

Tendo trabalhado como caricaturista e pintor a óleo, viria a destacar-se como pintor de azulejos, sendo, à época, considerado pelo público e outros artistas como a figura mais importante da sua geração no exercício desta arte.

O tempo artístico em que Jorge Colaço desenvolveu a sua obra foi marcado pelo surgimento e desenvolvimento de um modelo de azulejaria figurativa de estética revivalista e temática historicista e naturalista de gosto tardo-romântico.

Leia Também: Exposição de fotografia mostra olhar das crianças da Quinta do Loureiro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório