Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Governo dos Açores com modelo "menos inauguracionista"

O presidente do Governo Regional dos Açores começa na segunda-feira, na Graciosa, visitas estatutárias às seis ilhas sem sede de departamentos governamentais, com um novo modelo que pretende um executivo "mais ouvinte e cooperante do que inauguracionista".

Governo dos Açores com modelo "menos inauguracionista"

"Em vez de potenciar o protagonismo do governo em momentos inauguracionistas, pretendemos a auscultação dos eleitos locais, dos parceiros sociais e forças vivas de cada uma das ilhas", explicou José Manuel Bolieiro aos jornalistas, numa antecipação ao novo formato das visitas estatutárias do executivo.

Este ano, em cada uma das ilhas alvo de visita estatutária -- Graciosa, São Jorge, Pico, Flores, Corvo e Santa Maria -- o governo de coligação PSD/CDS-PP/PPM, eleito em outubro de 2020, apresenta também a novidade de um Fórum Autonómico, com um orador convidado, "aberto à participação das populações".

Na Graciosa, onde se marca o arranque do Fórum Autonómico, já na segunda-feira, o espaço de reflexão sobre a autonomia dos Açores conta com a presença do economista Flávio Tiago.

De acordo com José Manuel Bolieiro, a intenção do executivo foi "mudar o modelo" anteriormente seguido pelo governo socialista, que geriu os Açores com maioria absoluta durante 20 anos.

A intenção, explicou o social-democrata, é colocar os governantes "mais como ouvintes e cooperantes do que como inauguracionistas".

Questionado sobre se teme o contacto mais direto com a população, Bolieiro disse que o adora e já "tinha saudades".

"A pandemia isolou-nos. Estou, quando muito, ansioso", observou.

A concentração de todas as visitas nesta fase do fim do ano deve-se às eleições autárquicas de 26 de setembro, para que o governo contacte com "a legitimidade democrática reforçada dos eleitos locais".

Bolieiro indicou que a intenção é realizar todas as seis visitas até ao fim de 2021, "se as condições climáticas não impedirem".

"Estão agendadas todas. O objetivo é as seis ilhas que não têm sede de departamentos governamentais receberem a visita do governo", disse.

Segundo o Estatuto Político-Administrativo dos Açores, o Governo Regional tem de visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano, com a obrigação de reunir o Conselho do Governo na ilha visitada.

Os planos preliminares do governo apontam para visitas à ilha Graciosa entre segunda e quarta-feira e a São Jorge entre quarta e sexta-feira.

A visita à ilha do Pico está prevista para o período entre 7 e 10 de novembro, ao passo que a passagem pelas ilhas das Flores e do Corvo se deve realizar entre 14 e 17 de novembro.

A Santa Maria, a viagem está prevista para 29 e 30 de novembro e 1 de dezembro.

Leia Também: Um ano depois das eleições, Governo dos Açores está "desgastado"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório