Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Cortejo calorosamente recebido pela população à chegada aos Jerónimos

O cortejo fúnebre do antigo Presidente da República Jorge Sampaio chegou ao Mosteiro dos Jerónimos às 10:35 e foi aplaudido por centenas de pessoas, que permanecem no exterior para assistir ao funeral através de um ecrã gigante.

Cortejo calorosamente recebido pela população à chegada aos Jerónimos

O primeiro-ministro, António Costa, chegou ao Mosteiro dos Jerónimos pelas 10:19, o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, dois minutos depois, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, cerca das 10:24.

O cortejo fúnebre de Jorge Sampaio, que tinha saído cerca das 10:00 do antigo picadeiro real, aproximou-se do Mosteiro dos Jerónimos, onde decorre uma cerimónia evocativa, e foi aplaudido por centenas de pessoas.

Rosas brancas adornam a charrete da GNR que transportava a urna, coberta pela bandeira nacional, e puxada por quatro cavalos brancos, num cortejo escoltado pela Guarda de Honra da GNR a cavalo.

Batedores da PSP, a Guarda de Honra da GNR, uma viatura também da GNR transportando as insígnias do antigo chefe de Estado e uma outra viatura transportando a família compuseram o cortejo.

À chegada ao mosteiro, a urna foi retirada por cadetes dos três ramos das Forças Armadas e recebeu novamente aplausos dos populares, desta vez mais longo e intenso.

O antigo chefe de Estado recebeu honras de Estado pelo batalhão com banda e fanfarra da GNR, as três insígnias foram transportadas por três oficiais das Forças Armadas.

A mulher de Jorge Sampaio, Maria José Ritta, e os filhos, André e Vera, juntaram-se ao Presidente da República, presidente do parlamento e primeiro-ministro enquanto o batalhão da GNR tocou a marcha fúnebre.

Iniciada a cerimónia, no exterior, a grande maioria das pessoas que aplaudiu a chegada do cortejo fúnebre aos Jerónimos continuou, apoiada nas barreiras de segurança, em silêncio, a ver a transmissão do funeral no ecrã gigante instalado perto da entrada do mosteiro.

Na cerimónia também estão presentes o rei de Espanha, Filipe VI, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, os antigos Presidentes da República António Ramalho Eanes e Aníbal Cavaco Silva, o vice-Presidente de Angola, Bornito de Sousa, o primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, assim como os líderes dos partidos com representação no parlamento português.

Os antigos primeiros-ministros José Sócrates e Pedro Passos Coelho também estão entre os convidados para a cerimónia fúnebre.

Jorge Sampaio, antigo secretário-geral do PS (1989/1992) e Presidente da República (1996/2006), morreu na sexta-feira aos 81 anos, no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, Oeiras, onde estava internado desde 27 de agosto, na sequência de dificuldades respiratórias.

O Governo decretou três dias de luto nacional, entre sábado e segunda-feira, pela morte do antigo Presidente da República e cerimónias fúnebres de Estado.

Leia Também: Grande Oriente Lusitano lembra ilustre que compreendia papel da maçonaria

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório