Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Governo não afasta alívio. "Decisões são baseadas em suporte técnico"

No seu habitual comentário, Marques Mendes revelou que os "peritos vão fazer uma proposta ao Governo, que em princípio será aceite". Esta passa por "acabar as restrições horárias que existem neste momento".

Governo não afasta alívio. "Decisões são baseadas em suporte técnico"

Peritos e governantes vão estar de novo reunidos a debater a pandemia e o caminho a seguir no combate à Covid-19, num encontro que terá lugar amanhã, na sede do Infarmed. Com especialistas a defenderem o fim das restrições horárias no comércio, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde não afastou esta possibilidade

António Lacerda Sales reiterou, esta segunda-feira, que "a política não deve interferir na ciência, deve respeitar a ciência, mas também não está capturada nem refém da ciência e, portanto, são dois âmbitos de decisão diferentes, mas com certeza que muitas das decisões que tomamos ponderadas com equilíbrio técnico, com equilíbrio político são baseadas em suporte técnico e científico"

Questionado se este fim de restrições não é uma hipótese que o Governo exclua, o secretário de Estado respondeu: "Com certeza". "Como aliás, outras possibilidades, mas isso só amanhã, mediante informação que os peritos nos vão dar é que poderemos tomar essas decisões", acrescentou Lacerda Sales.

De recordar que no habitual espaço de comentário na antena da SIC Notícias, aos domingos, Marques Mendes revelou que os "peritos vão fazer uma proposta ao Governo, que em princípio será aceite". Esta passa por "acabar as restrições horárias que existem neste momento".

"Não é com todas" as restrições, alertou, mas sim com as "horárias", como as que dizem respeito aos "restaurantes, aos espetáculos, nas lojas comerciais, no recolher obrigatório entre as 23h e as 5h00 da manhã". A alternativa, assegurou, irá passar pela aposta "cada vez mais na testagem e na vacinação, nos Certificados Covid"

Portugal registou 1.610 casos de Covid-19 e mais nove mortes no espaço de 24 horas, segundo os dados divulgados esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal contabiliza 954.669 contágios, 17.301 óbitos e 883.372 recuperados. Os internamentos subiram para mais de 900 e há quase 200 pessoas internadas nas unidades de cuidados intensivos. 

O boletim de hoje dá conta de uma subida da incidência a nível nacional, que está agora em 427,5 casos por 100 mil habitantes. Já o índice de transmissibilidade (Rt) segue a descer e fixa-se em 1,04.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal é o 2.º país da UE com maior média de óbitos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório