Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Portugal ainda estuda 3.ª dose, mas já tem contratos com farmacêuticas

Infarmed esclarece que a informação disponível até à data não permite concluir sobre a necessidade de uma dose adicional da vacina contra a Covid-19.

Portugal ainda estuda 3.ª dose, mas já tem contratos com farmacêuticas

Ao contrário de Espanha, que anunciou hoje que vai administrar  uma terceira dose da vacina contra a Covid-19, em Portugal essa possibilidade ainda está a ser estudada, anunciou hoje o Infarmed.

Em comunicado, a Autoridade Nacional do Medicamento explica que a "informação disponível até à data não permite concluir sobre a necessidade" de uma dose adicional, e, por isso, mantém-se para já o esquema vacinal previsto pela Agência Europeia do Medicamento para cada vacina.

O documento adianta que a DGS e o Infarmed "estão a acompanhar os dados técnico-científicos à medida que estes se encontram disponíveis".

Ainda assim, "de forma a acautelar" a possibilidade de ter de se administrar uma terceira dose, já há mais dois contratos estipulados para que o país adquira 14 milhões de doses das vacinas da Pfizer e da Moderna.

Além disso, para o ano de 2023 há "um contrato com a BioNTech/Pfizer de mais de dez milhões de vacinas".

"A acrescentar aos referidos volumes, poderão ainda chegar a Portugal mais vacinas, no âmbito de futuros contratos, com algumas das vacinas ainda em avaliação na EMA", refere o comunicado.

[Notícia atualizada às 20h01]

Leia Também: AO MINUTO: 3ª dose em análise mas Portugal já reforçou lote de vacinas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório