Meteorologia

  • 03 AGOSTO 2021
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Grupo de estrangeiros cria empresa no Grande Porto para vender droga

Suspeitos foram apanhados ao rececionarem uma encomenda com liamba com origem num outro país europeu, cujo nome não é divulgado pela PJ.

Grupo de estrangeiros cria empresa no Grande Porto para vender droga

A Polícia Judiciária (PJ) deteve três homens, com idades compreendidas entre os 37 e os 44 anos, esta semana, no Grande Porto, por suspeitas do crime de tráfico internacional de estupefaciente.

Num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, os inspetores explicam que foram alertados, por operadores de transporte aéreo, para a eventual presença de drogas, numa encomenda com origem num país europeu, cujo nome não é divulgado pela PJ, e que tinha como destino o Grande Porto. 

De imediato a PJ efetuou diligências e confirmou a presença de liamba na encomenda, realizando a detenção dos destinatários, que importaram e rececionaram a mesma.

Os suspeitos são empresários, com domicílio no país de origem da importação das drogas, mas com uma empresa constituída na região Norte. De acordo com os inspetores, o trio possuía mesmo “um espaço comercial no qual colocavam à venda os produtos estupefacientes importados”.

Foram assim apreendidos cerca de 200 frascos que acondicionavam o estupefaciente e usavam como exposição na venda ao público, contendo canábis, herbácea e resina, óleo de canábis e outros derivados. A PJ procedeu ainda à apreensão de um veículo, três telemóveis e 2 mil euros.

Os detidos vão agora ser presentes à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Leia Também: MP acusa 10 pessoas de tráfico e mediação de armas em Alijó

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório